Home » Futebol » Futebol Europeu » Você, pra mim, é problema seu

Você, pra mim, é problema seu

Já ouviu essa frase? Então, é o que responde as centenas de pessoas pedindo que eu analise a queda do Barcelona.  Sugerindo que eu faça um post pontual após o jogo no “calor” (?)  do momento defendendo o Drogba ou menosprezando o Barcelona. Sacaneando o “fã de esporte”, etc.

Na real eu já fiz tudo isso no twitter e no facebook.  Lá, como dá pra notar, eu esculacho. Aqui vou mais devagar.

Não entendo nada. Não sei que diabos alguém pode querer discutir consequencias, causas e problemas táticos do Barcelona. Sei que é mentira, que ninguém assiste isso, que é um fracasso de audiência há anos e que mantém o traço a semana toda. É número, não minha opinião.

Futebol europeu é modinha, igual NBA no Jordan. Ficarão aqueles que de fato gostam e sumirão todos os web-super-entendidos que acham ser “torcedores do Chelsea”, de Manchester, etc. Vai passar, tudo passa. É uma “lambada” esportiva.

O Barcelona, Michel Teló do futebol, foi um comenta que passa a cada 30 anos, faz um sucesso absurdo, mas depois some. Nem sei se o Michel Teló vai sumir, faço votos pra que não. Mas sei que todo grande time um dia perde. Todo jogador fica velho, toda babação de ovo exagerada termina.

Torci contra. Não porque me importo, pois de fato não muda em 1% do meu dia se um time europeu ganha, perde ou empata. Torci porque não aguento mais ligar a televisão e ver nego achando que o Messi tem 3 pulmões, 2 cérebros e que o Barcelona é imbatível. Não é, porque ninguém é.

Seco como muitos secaram por mero prazer de ver as paquitas delirando.

Gosto de ver o Barcelona jogar? Gosto. No “mute”, mas gosto.  Acho legal o que o Chelsea fez? Não, acho uma merda.

“E você, Perrone, que defende o bom futebol vai torcer pra quem não o pratica?”.

Vou, porque não to nem aí pro que europeu faz no campo ou deixa de fazer. Por mim eles podem jogar aquela porcaria que sempre jogaram ou evoluir, não me importa, não é meu negócio, não é pra torcida dele que falo, não me diz nada.

O “fa de esporte” fica nervosinho. O problema deles não é adorar a Euro, é ficar “pregando” de porta em porta achando que é religião e que todo mundo tem que se adaptar ao lunático mundo dos “3 ou 4” que fazem do twitter uma forma de dizer que dá ibope.

Queridos… eu subi #pedrodeLara nos tts sem motivo. Não leve TT a sério. O twitter é o trombone dos reclamões. Quem gosta fica quieto, quem quer reclamar vai lá. Ali só sobe e faz barulho o que é negativo ou polêmico.

Futebol europeu dá traço em canal fechado o ano todo. Dá pontos bem discretos na Rede TV e quando na Globo, o “jogo do ano” deu 2 pontos a mais do que aqueles filmes “de aventuras super divertidas” da sessão da tarde.  Deu 15, se não me engano. Malhação dá 16…. E Globo, a tarde, não baixa de 15 nem se ficar com a tela preta.

Futebol Europeu é aquário. Só olha, não tenta brincar com o peixinho. Não joga a bolinha, ele não vai trazer de volta.

Acho a derrota do Barcelona super normal. Uma hora perde, acaba, como sempre acabou.  Agora a tal “super base” some, o “Milton Cruz” deles desaparece e ninguém notará que, de novo, em 30 anos, a super-base revelou…. ídolos gringos contratados? Ops. Algo nao bate nessa tese.

É oportunismo, vontade de exaltar o que não conhece. O Barcelona acertou uma safra, só. Ótimo, do cacete, ponto.

O resto é bla bla bla. Pois se fosse 10% do clube que dizem ser, não teria demorado até 2009 pra conquistar seu primeiro mundial, e nem teria apenas 2 champions a disputando todo ano ate 2008. Né?

É o poderoso Barça, e só o Barça.  Aquele que ganha, dá “exemplo” e deve 400 paus, fechando todo ano no vermelho mesmo mega-campeão.  Cadê a verdade no “super”? Que super heroi é esse que faz tão melhor que eu e também dorme no negativo?

A febre passou. Hora de parar de delirar.

Já pra rua, cair na real. Hoje é dia de Inter x Flu, o que de fato mexe, importa, é problema nosso e gera dia seguinte.

O Barcelona perdeu hoje. Não tem quarta-feira pra ele. Porque?

Porque não importa. É legal de ver, não de participar.

O Inter e Flu tem quinta, sexta e sábado. Porque é disso que vivemos e é isso que amamos.

Brasileiro não gosta de futebol. Gosta de torcer. Por isso não assiste jogo que não envolva seu time e, naturalmente, quando gosta de assistir tenta inventar uma “torcida” que não existe.

Passou. Vem aí a rotina de tvs menores tentando fazer do futebol europeu algo cotidiano aqui e os traços continuarão. Meia duzia assiste, uma duzia grita que assiste. Ninguém de fato se importa.

Na revista toda mulher é gostosa. De perto elas tem bafo, chulé….

Hora de fechar a revista.

Inter e Flu, é isso. A tarde tem preliminar de Real x Bayern, outra farsa que “moverá” meia duzia de barulhentos twitteiros e um monte de curioso que só olha, acha legal, e esquece meia hora depois.

Pena, Barça. Gostava de te ver jogar, até suas paquitas perderem a linha e tentarem fazer de você algo que, aqui, você nunca será.

abs,

RicaPerrone

Comentários