Home » Futebol » Clubes » Santos » Vidraça errada

Vidraça errada

Neymar é um craque. Eu não quero saber se você gosta do cabelo dele ou não, se acha que a mídia o supervaloriza ou se acha mais bonito um ídolo mudo que você sequer conhece o perfil.

Minha preocupação é com o campo. Neymar tem 21 anos, acabou de completar, não tem experiência internacional, não tem Copa nas costas e tem apenas um puta potencial pra explorar.

Kaka, Ronaldinho, Adriano e Robinho, nomes que contávamos para protagonistas na tão sonhada Copa de 14, não estão no nível que esperávamos. E então, com a sorte de termos Oscar, Lucas, Neymar e outras jóias surgindo, vamos trocar a esperança por obrigação.

Esses caras de 20 anos que nunca foram testados e agora começam suas carreiras são os que podem surpreender, não os que carregam a responsabilidade de resolver uma Copa. Ainda mais em casa, onde a torcida mais pressiona que ajuda e a imprensa tem por esporte o menosprezo do que estiver a seu alcance.

Kaká está lá porque tem experiencia e, em tese, aguenta o tranco de ser novamente cobrado se jogar outra Copa mal. Como Messi jogou as últimas 2 no melhor nível Lucio Flávio e não deixou de ser craque por isso. Mas no caso, ao contrário do Brasil, era ele e mais 10.

Neymar não pode ser o alvo de uma mídia revoltada e manipuladora de torcida por conta de um time inteiro que tem problemas. Problemas que começam na péssima idéia de que tudo estava errado em 2010, que passa pela falta de noção de quem acha que tudo é uma merda na derrota e um paraíso na vitória e chega na falta de sorte de termos perdido as referências técnicas do time para o acaso.

Tem que entender bem pouco de bola pra achar que Lucas, Oscar e Neymar podem, ao lado de Fernando, Ramires e mais 3 ou 4 jogadores de defesa resolverem uma Copa do Mundo.  Eles até vão, mas daqui 8 anos, talvez 4. Não agora.

Era pra ser um time de 5 medalhões, 3 novatos. Virou um time de 7 novatos, nenhum medalhão.

A pressão é insuportável e eles também não tem culpa de não terem disputado uma Copa, do Mano ter saído, do Felipão estar chegando agora, etc.

Contestar a seleção é um esporte nacional legítimo. Perseguir alguém porque ela não é o que você queria que ela fosse é covardia.

Neymar é craque, joga a barbaridade que imaginamos. Mas não pode carregar nas suas costas a missão de levar o Santos e a seleção brasileira nas costas aos 21 anos de idade.

Os verdadeiros responsáveis por isso desistiram ou não chegaram inteiros até aqui. O garoto é uma jóia, uma esperança, não um problema.

Cobrar é uma coisa, massacrar e eleger um vilão em troca de simplificar uma longa discussão é covarde.

Neymar é tudo isso sim. Mas não sabia dirigir com 12 anos, nem sabe resolver uma Copa com 20.

Só Pelé soube. Por isso é o Pelé.

abs,
RicaPerrone

Comentários