Corinthians

Vexame?

“Vexame”, dizem.  Eu não consigo concordar com tanta incoerência.

São os mesmos caras que após a Copa falaram em “arrogância” e prepotência da seleção brasileira e de todo o povo em relação aos outros times?

São os mesmos caras pregam uma crise sem fim no futebol brasileiro e que se espantam com uma derrota em mata-mata tida por falhas individuais possíveis num clube que não paga salários?

Claro que era o favorito. Ninguém viu coisas quando viu o futebol do Corinthians em fevereiro/março. Mas ninguém sabia que os salários ficariam 6 meses atrasados. Sejam eles em direito de imagem ou carteira, tanto faz. Isso mexe com as pessoas, o comando, o profissional e o ambiente.

Perdeu.

Ora, que susto! Num mata-mata pode-se perder um jogo assim? Pode, há uns 70 anos é assim.

Fracasso, zebra, desatenção… ok! Vexame?  Não.

O Racing campeão argentino não passou vexame algum ao perder pro mesmo Guarani. E com 11 caras atrás da linha da bola, consequência de 2 lances no Paraguai incomuns, era mais difícil ainda.

Com 2 expulsos, impossível.

Agora o Corinthians e o corintiano tem duas opções simples. Ou trata como o fim do mundo e desmonta tudo que até aqui foi feito, e bem feito, dentro de campo; ou entende como um acidente e busca quitar os salários sem mexer no ótimo trabalho técnico, tático e físico que está sendo feito.

O torcedor pode até surtar e querer que todos sejam demitidos e que o mundo acabe. Os dirigentes, não.

Nao há “vexame” com casa cheia. Pois se fosse tão óbvio assim não teria ninguém lá pra ver.

abs,
RicaPerrone

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar