Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Honrados finalistas

Honrados finalistas

Quarta-feira de cinzas, Engenhão meio cheio, meio vazio. Flamengo e Vasco disputam vaga na final da Guanabara, o torneio que menos vale pra caralho no mundo.  Se você perder, é crise. Se ganhar, festa.  Mas não, não vale nada.

Vale a tal invencibilidade rubro-negra no Engenhão. Vale, é claro, a vontade absurda do Vasco em acabar com a coisa de perder jogos decisivos pro Flamengo. Vale por Love, vale por Ronaldinho, vale por Diego e vale pelo clássico em si.

Flamengo x Vasco não precisa valer nada. O campeonato é que precisa valer muito para tê-lo.

Lá estavam os honrados vascaínos que em meio a crise financeira agiram com responsabilidade e respeito a camisa que vestem. Sem concentrar, mas jamais sem correr ou sem fazer seu papel.

Do outro lado o time que também tem problemas de salários, mas que ao invés de se unir em torno de algo maior, se rachou em troca de estrelismo. Um que quer derrubar técnico, outro que não corre, outro que tá bravinho porque não joga e outro que tem dor só pra treinar, não pra sambar.

Convenhamos, caro torcedor, o jogo não diz nada. Diz que qualquer um poderia vencer, que a vaga estaria em boas mãos pra qualquer lado já que tivemos um bom jogo. Mas diz, também, que este finalista não poderia ser o Flamengo.

Aí você vai dizer que foi pênalti! E eu digo que sim, foi mesmo. Vai reclamar do impedimento de tal lance, do escanteio não marcado e eu posso até te dar razão. Mas hoje, e só hoje, os erros do arbitro não mudaram o rumo da decisão, mas sim o corrigiram.

O Flamengo, este Flamengo, não merece e não pode ir pra uma final fazer oba-oba depois dos 2 meses que tiveram. Poderia, afinal, é Flamengo e lá nada faz sentido. Mas nem mesmo o imponderável rubro-negro tão exaltado ao longo de sua história quer aplaudir este time, esta diretoria e certos jogadores.

Era dia dos vascaínos colherem o fruto da responsabilidade que tiveram durante a crise que sequer acabou.  Era dia do “troco”.

O pênalti? De novo? Diria o Pet, eu repito: Foda-se o pênalti.

Aplausos a honra de um grupo afim de ser Vasco, e só.

O Flamengo não vai se afundar por esta derrota, sequer jogou tão mal, sequer cabe uma “nova crise” por perder pra um rival enorme.

Mas o Vasco merece chegar na decisão e ter de sua torcida todos os aplausos que cabe a um time que tem, nos dias de hoje, “vergonha na cara”.

“A bola pune”, diria o profeta da retranca.  Mas também consagra.

E hoje, consagrou quem merecia.

abs,
RicaPerrone

[learn_more caption=”Tá com dificuldade? Então clique aqui!”] O texto é uma crônica que exalta o vencedor e não uma analise tática da partida. Não é colocado que o Flamengo jogou mal, aliás, pouco cita o jogo. Apenas exalta a vitória do time que levou melhor os 2 meses de crise. Só. Se ainda assim não deu, procure ajuda. [/learn_more]

Comentários