Um Fla-Flu maravilhoso desses precisa terminar com discussão sobre arbitragem. Não há clássico sem empurra-empurra e pelo menos um dos lados reclamando do juiz.

E desde já lhes digo que, com ajuda do VAR, o arbitro acertou em todos os principais lances do jogo.

O primeiro gol do Fluminense estava impedido sim, e o lance do Renê não é um novo lance. Ele está reagindo a bicicleta e não dominando facilmente pra sair jogando.

Os pênaltis, pênaltis!

As expulsões indiscutíveis.

O que se discute, então?

O Flamengo fazendo gracinha com 10 do segundo tempo e um a menos? Sim. Pediu pra tomar.

Mas aí se classificando, com o contra ataque aberto, o Flu não usa e recua até o Flamengo sufoca-lo no fim.

Roteiro fácil. Previsível.

Um Fla-Flu pra história. Um jogo que consegue se sobrepor a falta de importância que o regulamento tosco conseguiu criar.

Por mais força que façam os dirigentes, um Fla-Flu nunca será “só um Fla-Flu”.

RicaPerrone

Compartilhe!
  • 1.4K
    Shares