Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Um Fla inteiro e meio Grêmio

Um Fla inteiro e meio Grêmio

Por 90 minutos o Flamengo jogou uma boa partida e em parte dela foi derrotada pelo Grêmio da Libertadores e da Copa do Brasil. Em 45 minutos o Grêmio enfrentou o Flamengo.

Nos 45 minutos finais um cenário pouco compreensível se desenhou na Arena. O time de melhor saída de bola do país não saiu mais nenhuma vez. Atuou como quem joga pelo 1×0 no jogo de volta, mas era o de ida. Parecia que não podia tomar o gol fora, mas não tem mais gol fora.

O que o Grêmio propôs no segundo tempo, afinal?

O Flamengo adiantou a marcação e deu espaço pro Grêmio, que não usou pra nada. Era um festival de rebotes rubro-negros num segundo tempo de time único, com atuação muito boa da dupla de zaga gremista evitando conclusões.

É verdade que o grande segundo tempo do Fla não chegou no Grohe. Muita briga, posse, enorme retomada de bola, vontade e pouca criação final. Mas o empate é merecidíssimo. O Flamengo sai forte, tendo feito um jogo melhor que o Grêmio após ter perdido o primeiro tempo e ter sido dominado pelo adversário.

Vão criar no Rio uma razão tática genial para explicar que o Flamengo impediu o Grêmio de jogar. No sul tentarão culpar o Grêmio. Deve haver um meio termo razoável que justifique dois tempos tão distintos dos donos da casa. Não é o normal do Grêmio fazer isso. Algo deu muito errado.

Notaram que o “velho” Leo Moura ainda é melhor que os laterais do Flamengo anos após ser dispensado e que os meninos seguem resolvendo os jogos pro Flamengo que compra, compra e é cobrado pela torcida para comprar mais e mais?

Mas o confronto do campeão da América com o líder do Brasileirão não ficou devendo. Esperávamos algo muito bom e tivemos. Segue tudo em aberto. E o Maracanã será palco de um jogo épico seja qual for o resultado, tenho certeza.

abs,
RicaPerrone

Compartilhe!
  • 9
    Shares