Fluminense

“Torcedores”

Pela história do clube, pela moral dos bons, pelo caráter de tanta gente… não vamos mais chamar de “torcida do”.

Quando 10 pessoas desocupadas, frustradas em suas vidas pessoais e que se acham machos em bando se juntam pra ir a um local público agredir alguém, não se trata da “torcida do”. Trata-se de um grupo de pessoas que quer se auto afirmar.  Sem dinheiro pra ter um playstation e matar todo mundo no Call of Duty, descontam no seu clube de futebol.

Não tem nenhum “torcedor do fluminense” ali.  Pode procurar. Tem uma duzia de sujeitos provavelmente revoltados/orquestrados de alguma facção que não recebeu ingressos e camisas nos últimos meses. Ou, no máximo, um bando de ignorantes que se acha no direito de jogar uma lata num dos – se não o – maiores idolos da história do clube que dizem amar.

Quando a mídia trata marginais como “torcida do”, ela valida o ato e desmerece a gigantesca maioria de pessoas normais, corretas, honestas e que a essa hora estão em casa com as famílias e não no aeroporto agredindo profissionais.

Por favor, e não pelo Flu apenas, mas por todos os clubes e suas torcidas apaixonadas: Chega de “torcida do”.

Eram 12 marginais desocupados. Nada além disso.

O Fred não foi hostilizado pela “torcida do” Fluminense. Ele foi alvo de um bando que terá nessa foto acima seu maior momento na vida.

É só isso. Ignoremos.

Afinal, se eu ou você atirarmos uma lata em alguém no aeroporto seremos detidos. Eles, não. São só “torcedores do”….

abs,
RicaPerrone

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar