A diferença está grande. Para o torcedor num bar é fácil repetir o que o dirigente covarde propaga, mas é preciso amadurecer essa discussão. O Flamengo está sobrando