Quando eu tinha 22 anos, num dos mil jogos que assisti do meu time no Morumbi, xinguei um deficiente de “manco do caralho”.  Eu fiz isso em meio...