Há um ano eu sentia dor. Muita dor. Parecia que tinham tirado a única “coisa” que eu podia confiar 100%. O único ser que seria leal a mim com ou sem dinheiro, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. O carinha que vivia nos meus pés, onde eu fosse. Que me recebia...Read