Tag Archives: demissao

Order By
Category
Format
standard
image
video
quote
audio

Sem saída

Acho que nos esquecemos de um detalhe. Quando Rogério assumiu o Cruzeiro todos nós discutimos as questões técnicas da troca e não uma possibilidade que poderia – e complicou – o processo. Rogério era adversário desses caras há muito pouco tempo. E dos chatos. É diferente. Talvez seja um cenário ignorado pela maioria, até por...Read

Suicídio

Oswaldo acaba de ir na coletiva, se manter no cargo, agir com tranquilidade e conta que foi ao Ganso e deu um abraço no jogador. Está tudo resolvido, segundo ele. Discordo. Duvido. Torço, mas não acredito. O Ganso orientou o time na cara dele. Desafiou. Foi além da ofensa. Ficou no  banco peitando o treinador....Read
pluto

Cuca é diferenciado. O SPFC não mais.

Em 2004 o Cuca chamou o presidente e disse que não tiraria mais nada daquele time.  Que era pra trocar. Com a base que ele montou o SPFC conquistou o mundo. Foi rodar por aí, ganhou Libertadores, fez história. Voltou pra ver se dava jeito e não deu. Embora o problema da apatia tenha sido,...Read

Palmeiras ao menos tem foco

Não quero me alongar sobre a demissão. Acho compreensível, embora curiosa. O Palmeiras opta por treinadores que ganham jogando pouco. A conversa imediata com o Mano Menezes é a prova disso. Então a gente tem um cenário claro onde se nos pênaltis contra o Inter passa e se uma das bolas na trave contra o...Read

Um suicídio ao vivo e a cores

Eu gosto absurdamente do Tite. E por ser fã, por considera-lo um profissional brilhante e um ser humano acima da média, não consigo achar normal o que ele está fazendo desde o dia que a seleção se apresentou para a Copa em 2018. Já faz quase 1 ano. E desde então o “ídolo” virou um...Read

Aguirre é fraco

Existe uma fórmula mágica de aceitação nacional: ser gringo. Se tem algo que o brasileiro aprova é alguém que não veio daqui ou algum produto vindo de fora. Não a toa devemos ser o único lugar do mundo onde “importado” é elogio. Aguirre é mais do mesmo. Fraco, medroso, retranqueiro e que tem como seu...Read

Compreensível última cartada

O trabalho do Barbieri não era ruim. Ainda mais se você considerar que a sindrome da pica sonsa que hoje é o maior problema do Flamengo já passou por diversos treinadores e nenhum reverteu o cenário. Eu não sei se é justo, sei que é compreensível sua demissão. São 12 jogos, um período onde não...Read

Jorginho fora

Não concordo. Mas é óbvio que entre a avaliação que faço daqui e o que eles tem de entendimento ali dentro há uma distância. Nós jornalistas estamos sempre avaliando uma obra com 40% da informação.  O bastidor relevante só nos chega quando vira história, nunca quando é pauta. Mas pelo campo, ou seja, pelo que...Read

A natural saída de Zé Ricardo

Por mais que o clichê seja dizer que não, a saída do treinador é a medida que melhor funciona a curto prazo num time de futebol.  Na impossibilidade de se demitir um elenco, se comprar outro ou mudar a diretoria, o último nível de comando cai e cria-se a expectativa de uma reação no time....Read

Entendeu, Juninho?

A pergunta que eu mais respondo na vida é porque escolhi ser independente do que seguir a carreira tradicional de imprensa numa emissora.  As vezes, até pelo alcance que tenho, é meio estranho não querer estar numa emissora, que é o sonho antigo do jornalista. Mas óbvio que já estive, óbvio que recebi convites e...Read

O Papai Noel ideal

Dorival é um cara maneiro. Eu nem conheço, mas tá na cara que ele é um sujeito muito gente boa. Bom pai, bom filho, bom marido. Deve ser um avô do caralho, se for. Mas quando o jogo termina e ele vai pra coletiva em meio ao caos naquela calma, com aquele ar fofo, cheio...Read

Quando não interessa de quem é a razão

Eu não liguei pro Valdir, nem pra nenhum diretor do Grêmio. Tenho no Valdir um amigo, nunca neguei, é meu professor, um cara incrível. E tenho pelo Grêmio um respeito e carinho gigantesco. Um dos motivos de eu torcer tanto pelo Grêmio atual é saber o quanto esse cara ama aquele clube. Quantas vezes ouvi...Read

Quem é Roger, afinal?

Quando Roger deixou o Grêmio levou com ele os méritos de ter montado um time que tocava bem a bola, fazia contra-ataques fulminantes e perdia pouco. Pois então os gremistas diziam nas redes sociais: “Ele é bom. Mas o time dele é morto. Não tem tesão de jogar bola. Não define”. Achei que pudesse ser...Read

Mais um “culpado”

Rogério Ceni caiu. Era um roteiro simples, bastante comum, previsível até, embora a gente sempre torça para que Renatos e Grêmios aconteçam mais do que Dinamites e Vascos. O ídolo comandando o clube. A inversão total do sucesso anterior parece simples, mas nunca foi. A tentativa foi válida, mas surreal quando descobrimos que havia uma...Read

Não há “outro Cuca”

Tem um cara no futebol que eu sou “apaixonado” em ver trabalhar porque ele é igualmente apaixonado pelo que faz. Esse cara deixou o Palmeiras em dezembro e naquele momento eu escrevi aqui que o elenco poderia ser o que fosse, não haveria substituto para o Cuca. O Eduardo, coitado, “desfilou depois da campeã”.  Não...Read

Ceni, a mídia e o futuro

“Ah mas a mídia protege o Rogério Ceni!”. Sim, é verdade.  Temos medo de falar mal dele porque ele é um verdadeiro maestro da torcida saopaulina e ao responder um de nós, joga toda a massa tricolor contra aquele sujeito. Temos medo dele. Não é como um treinador que você contesta, elogia e segue o...Read

Desempenho acima do resultado

Cobra-se do futebol um melhor critério de avaliação na hora de demitir pessoas. Eu concordo, tanto concordo que acho a demissão do Micale justa. Porque ele não merecia créditos após o ouro olímpico? Não. Porque a seleção conquistou o ouro sem jogar um bom futebol.  Acontece? Sim, pra caralho, o tempo todo. A gente tem “pena”...Read

Os malditos resultados

Toda vez que alguém ganha alguma coisa no futebol essa pessoa é elevada a um patamar que normalmente não merece. Quando perde, mesma coisa. Vira um “lixo” que também não é justo. Marcello Oliveira é mais um dos treinadores julgados no Brasil por uma mídia especialista em FIFA Soccer.  Achamos que quando ganha um time,...Read

Missão cumprida

O que queria o Inter quando chamou Celso Roth era óbvio. Você coloca o acertador de defesas a curto prazo, pontua um pouco em no máximo 10 jogos e em seguida é queda livre.  Os 10 dessa vez foram 4, o Inter voltou a despencar e esperaram quase um turno inteiro pra demitir Roth, que...Read

Scarpa não mantém cargo de Levir

Porque há algum tempo dá pra olhar pro campo e notar que o Fluminense não tem grande coisa. E se não tem no papel, tem menos ainda no coletivo treinado. O time em 8 meses de Levir é a mesma coisa: Scarpa. Ele cobra, ele cruza, ele acha um lance. Quando não acha, um drible...Read