Tite, Bielsa e Capello. Eles discutiram futebol ao vivo por 4 horas, iniciativa da CBF, que nessa hora não é citada porque acertou, e a audiência é insignificante.