Quando favoritos, perdemos.  Quando desacreditados, voltamos campeões. Se é que alguma vez na história a seleção brasileira foi a algum campeonato desacreditada, diga-se. Talvez por nós, azedos, vira-latas....