Home » Futebol » Clubes » Grêmio » Sóbrios

Sóbrios

Foi só um ponto, é verdade. Mas com gostinho de 3, 4, talvez até 5. O Grêmio não foi ao Pacaembu se defender, mas quem tem Kleber sabe que não tem muito em jogos importantes. Expulso novamente, deixou o Tricolor na mão aos 17 minutos de jogo.

Sem Elano, Gilberto Silva e com 1 a menos, não me espantaria se o jogo se transformasse numa reabilitação do fraco time do Palmeiras, campeão na base da camisa na Copa do Brasil.

Mas para minha agradável surpresa, um Grêmio absolutamente frio, calculista e maduro controlou o jogo e anulou o quase inoperante ataque do Verdão, que segue flertando com o perigo.

Atuação impossível de avaliar com tática, técnica, etc. Mas com inteligencia, maturidade, coincidência ou não, exatamente o que faltou ao que levou o time a ter que fazer isso.

Mas teve, e fez.

O Grêmio nunca é surpresa, nem zebra. Pelo time que rascunhou no começo do ano, seria. Com Luxa, Ze Roberto, Moreno e Elano, não é mais.

Hoje, tão favorito quanto Galo e Flu, o Tricolor já mostrou força em casa, maturidade de quem sabe onde quer ir e não precisamos falar sobre o peso da camisa.

Ou seja, temos o “quarto favorito” ao caneco.

E não, não é fogo de palha.

Nem a chegada do Grêmio, nem a real possibilidade de queda do Palmeiras.

abs,
RicaPerrone 

Comentários