Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Primeiro o Flamengo

Primeiro o Flamengo

Tem jogador imaturo porque é novo, tem jogador burro porque não teve educação e tem jogador que desperta a dúvida. Diego Alves fez algo neste domingo muito mais preocupante do que se fosse um juvenil de 18 anos ou um idiota que não sabe nem falar.

A carreira do Diego é boa, embora ele jamais tenha sido protagonista de time grande. Quando passou pelo Galo jogava a série B. Foi pra Espanha, jogou no Valência, que há muito tempo não disputa nada grande. Talvez a falta da pressão e da responsabilidade de jogar com uma camisa mais pesada num momento decisivo justifique essa falta de noção.

Não é pelo jogo, ou pelo direito ou não em ficar puto. É pelo grupo, pelo clube, pela importância que há para o Flamengo em jogo nestas rodadas finais e especialmente por respeito ao César, que um dia já foi o Diego começando.

O que você quer dizer, Diego? “Eu sou foda demais pra ser reserva do César”? Ou que você é “muito bom pra sentar no banco de um Flamengo”?

“Eu não vou viajar”.

Sério?

Não suporto jogador que acha que é mais importante que os interesses do clube. Diego Alves sempre foi um bom goleiro, mas nessa chutou pro alto boa parte da credibilidade atingida por boas defesas na Gávea.

Como se sente o César, Diego? Qual a pressão que você meteu no seu companheiro ao jogar essa merda pro mundo todo saber que você se nega a ser reserva dele um jogo?

O Ribas, que é muito mais relevante e tem muito mais peso, foi pro banco. E você, pra casa dar ataque de estrelismo. Quem será que tem razão?

Punição sim. O Flamengo precisa deixar claro a ele, Diego, e aos demais que lá estão e que chegarão, que o que é melhor pro clube é sempre mais importante do que aquilo que você acha melhor pra você. E certo ou errado, Dorival tem todo o direito de dar ao César a titularidade.

Até porque, imagino que ele tenha pensado “O Diego não é moleque. Vai entender”. Mas…

Tem jogador que joga muito a favor, mas que quando não joga não consegue não jogar contra. Esses, pelo que conheço de futebol, mais atrapalham do que ajudam.

abs,
RicaPerrone