Home » Futebol » Clubes » Grêmio » Previsível: Imortais não morrem

Previsível: Imortais não morrem

Gremista se faz de desentendido, vai dizer que sofreu, que chegou a desconfiar, mas é mentira. Eles combinam, é tudo armado.

Tenho quase certeza que hoje, como nos Aflitos, como em tantas outras batalhas épicas vencidas pelo “Imortal”, tudo foi combinado antes da partida começar. Se por Deus, pelo diabo ou por espíritos zombeteiros, não sei. Mas que alguém organiza isso tudo, sou capaz de apostar.

É claro que haveria sofrimento. Desde quando o Grêmio entra em campo pra decidir e decide sem transformar um jogo numa lenda?

Você realmente achava possível o povo gaúcho, mesmo que metade deles, não ter o alívio de sorrir hoje, mesmo que por alguns minutos apenas?

Sei lá quem roteiriza sua história, mas é dos bons. E pra ser bom as vezes tem que ser previsível.

Nem a pau que seria nos 90, afinal, se fosse, como faria ser notado por todo país?

Com interrupções e até apoio do elenco externo quebrando o alambrado e simulando uma interrupção na partida, levaram o filme até depois da meia noite.

Marketing. A Globo parou de transmitir os outros jogos, todos encerrados, e fez rede nacional pro Grêmio.

E aí sim, com todos vendo, o dono da noite transformou mais um jogo em lenda.

Do penalti perdido pelo melhor em campo a defesa do emocionado goleiro, um roteiro dramático. Previsível, mas dramático.

A LDU foi uma atriz coadjuvante de baixo orçamento. Pouco se fez notar, quase não coloca seu nome no letreiro final.

Final feliz na nova mas já batizada por sangue, suor e lágrimas Arena do Grêmio.

Lágrimas gaúchas, enfim, de alegria.

abs,

RicaPerrone

Comentários