Home » Futebol » Prazer em revê-lo, Campeão!

Prazer em revê-lo, Campeão!

Vou bastante ao Rio. Toda vez que vou vejo sempre menos camisas do Vasco pelas ruas. Não porque eles estão sumindo, mas porque estavam com poucos motivos pra comemorar.

Natural, como em qualquer clube, a fase ruim e longa diminui o orgulho, mexe no ego, te deixa menor. O futebol é o que é porque coloca pessoas no patamar de “campeões”, mesmo que elas não tenham nada com isso.

E estes, que não são poucos, há tempos esperavam voltar a se sentir assim.

Ontem o Vasco não foi buscar grandeza, pois nunca a perdeu. Não foi buscar importância, pois nunca deixou de ter.  Nem a Copa do Brasil, nem a vaga na Libertadores.

Ontem o Vasco saiu de casa e foi buscar algo muito maior que tudo isso.

Deixou milhões de “filhos” em casa e disse: “Já volto com o brinquedo novo”.

Isso, meus caros, após alguns natais sem presente…. As crianças já não estavam mais tão confiantes.

E desta vez, ele voltou com a sacola cheia. Para delírio de seus “filhos fiéis” que acreditaram mesmo quando não tinham porque acreditar.

Aquele Vasco questionado, pra muitos a quarta força do Rio em janeiro, é campeão do Brasil.

Aqueles torcedores desconfiados, tristes, com o ego lá embaixo, são os que hoje andam de peito estufado nas ruas do Rio e sorrindo sem nem saber porque.

Ou melhor, sabem sim.

Sorriem porque são vascaínos.

E eu vi, bem de perto. Fui ao aeroporto 4h antes do meu vôo só pra ver o que seria a tal festa. E não me arrependi de 1 minuto naquele saguão lotado.

Vi o que há de mais importante e bonito no futebol, que é a transformação de um cidadão por causa de um jogo. Vi senhores de gravata rodando o paletó. Eu vi, ninguém me contou.

Eu vi garotos de 15 anos chegando com os pais e fiquei em dúvida quem era a criança.

Vi felicidade, orgulho e, principalmente, respeito.

Não tente me fazer discutir o “quanto vale” a Copa do Brasil. Quem sou eu pra saber?

Quem é você pra imaginar?

Ela valeu, ontem, o sono perfeito e feliz de milhões de pessoas. O orgulho de ir trabalhar, ou até mesmo de faltar no trabalho hoje cedo. Ela valeu e vale mais do que qualquer Copa do Mundo por, pelo menos, 24h.

Amanhã esqueceremos, é o futebol. Perdendo as próximas 3 partidas tudo volta ao normal, menos uma coisa: A grandeza do Vasco.

Mas hoje, enquanto durar, ela é a competição mais importante de todos os tempos. Pelo menos pra 15 milhões de pessoas…

E pra quem mais importa?

abs,
RicaPerrone

Comentários