Home » Outros Esportes » Fórmula 1 » Sim, é “circo”

Sim, é “circo”

Falam sempre que o “Circo da F-1” chegou a tal país. As vezes a gente nem entende porque chamam desta forma, mas as vezes fica claro. Só sendo circo, e nós, os palhaços.

Não serei hipocrita de condenar a Ferrari pelo que fez. É feio, anti-desportivo, mas é absolutamente rotina na F-1 desde sua primeira corrida. Todos já fizeram, a favor de brasileiros e contra. Não é a Ferrari que inventou isso, nem será a última a fazer.

Agora, o Alonso abriria pra alguém por ordem de equipe? O Senna faria isso? O Michael?

Claro que não.

Isso diferencia pilotos de campeões.

Ayrton chegou na McLaren e encarou o Prost. Quem acabou com “ordem de equipe” foi ele e seu talento, não um contrato assinado.

Emerson, Senna e Piquet fizeram do Brasil um país respeitavel na F-1. Hoje, infelizmente, Barrichello, Nelsinho e agora Massa pisam nesta história.

Claro que é fácil jogar na conta da Ferrari. Mas, se obedece é porque assina. E se assina, convenhamos, não merece tanto respeito.

Quem aceita entrar num esporte pra perder não é esportista.

Se por um lado a Ferrari vai contra as regras e manda deixar, pior é quem faz. A arma não dispara sozinha, nunca.

Se é por contrato, errado está quem assina.

Não haveria corrupção sem corruptos. Não há covardia sem covardes.

Saudades de você, Ayrton…

Vergonha de vocês, Rubens, Felipe e Nelson.

abs,
RicaPerrone

Comentários