Eu sei que estou escrevendo pra uma quantidade razoável de pessoas que jogam PES ou FIFA. Sei também que todo ano esperamos pra ver quem está melhor. E sei também que há uma parcela de jogadores que beira a doença de “torcer” por um game. Ou seja, se você o critica, ele se sente agredido.

Deixa eu lembrar uma coisa pra vocês antes de começar: Você não é dono da Konami. Ou seja, qualquer critica, não é contigo. Ok?

Vamos lá.

Gosto do PES, prefiro o PES, torço pra ele estar melhor porque gosto da parte tática dele, dos menus, do gráfico e da Master League.

Em 2010, na Copa, joguei o Fifa Copa e não destroquei mais. A diferença era razoável já, mas eu tinha demorado a testar pelo mesmo preconceito que atinge a gigantesca maioria das pessoas que “prefere o PES”, mas nunca jogou o Fifa. Logo, óbvio que prefere.

Ou que jogou em 2007 e acha que está discutindo o mesmo jogo. Aquele dos gráficos bonitos e da jogabilidade ruim, que era o que fazia do PES melhor.

Já era. Hoje é exatamente o contrário. O PES é muito bonito e bem feito. O Fifa é um jogo de futebol muito mais interessante de se jogar.

Hoje baixei o Demo do PES 12 (PSN Europeia) e joguei algumas partidas.

Os gráficos são perfeitos! Incrível!

O menu continua dando um baile no Fifa daqueles de dar pena.

A parte de armar o time chega a humilhar o Fifa.

Ai entramos no jogo, e o FIFA fica sem concorrente.

O PES melhorou bastante. Copiou bastante o FIFA inclusive na parte de ter mais mobilidade, dos dribles segurando um botão, entre outros detalhes. Mas, no fim das contas, pode resmungar, procurar pelo em ovo, o que quiser…

Não rolou.

O PES é um jogo de video game europeu. Você pega a bola, corre igual um retardado e chuta dando um coice no gol.

O FIFA, e me refiro ao 11, porque o 12 nem saiu, é um jogo onde há uma cadência, há uma técnica maior e especialmente, o leque de alternativas do que fazer com a bola é quase o triplo do PES.

Não me refiro a driblinhos, mas a possibilidades de jogo. No PES você recebe, é rapido, tem alguem colando em você. Ou passa do lado, ou perde.

No FIFA você ainda tem como recuar, talvez prender, pensar, enfim. Você tem controle sobre o jogo.

A questão da jogabilidade é indiscutível.  Não tem como aceitar que alguém jogue os dois desprovido de paixões e consiga dizer que o PES tenha melhor jogabilidade do que o FIFA.

O PES 2012, pelo Demo, é inferior ao FIFA 2011. Se houver um pingo de evolução no FIFA, o PES fica longe o bastante pra nem ser mais um concorrente.

Como aliás, até 2009, o FIFA não conseguia ser do PES.

Talvez isso mude, e até torço pra que sim, já que o FIFA é um jogo que pisoteia nos brasileiros. Os times daqui são feitos como se fossem a série E da Europa. E não é o caso.

Esperei o PES como todos vocês esperaram. Tirando os menininhos de 14 anos que acham que “paixão pelo game” é algo inteligente, ou “fidelidade a marca”, a maioria vai concordar comigo quando jogar os dois.

Em algumas partidas fiz 2 gols de falta quase do meio campo, onde o goleiro “não viu”.  Vi 2 erros grotescos do goleiro, lances na cara do gol e o incômodo “chute único”.

É assim: Toda vez que você aperta pra chutar no PES a bola vai um canudo subindo. Queira você colocar ou encher o pé, ela vai sair do seu pé um foguete.

Aí você dirá: “Você é que não sabe jogar!”.

E eu responderei que sei o suficiente, já que até 2011 comprei o PES.

Em 2012, nem o teste vou fazer.

O PES brigava com o FIFA até 2011.

O Demo do 2012 mostra melhorias. Mas não deixou de ser um joguinho de video game onde você faz 5×4 toda partida com 3 gols no angulo.

Tirando a possibilidade dos produtores do FIFA terem PIORADO o 2011, o PES 2012 não será concorrente pro FIFA.

É evidente que você tem todo direito de jogar e preferir o PES. Mas note que se o mundo não estiver maluco, deve ter um motivo pra uma inversão entre os 80% de mercado do PES terem virado 34% em 2010…

Ou não?

abs,
RicaPerrone