O Flamengo segue jogando a Libertadores com a mesma habilidade que o Pará domina um lançamento.  Ele pede, flerta com a eliminação e chega a insistir quando ela o rejeita.

Hoje ela conseguiu dizer não.

Não porque jogou mal. Ao contrário, foi melhor que o Peñarol lá e deveria ter ganhado o jogo pelas chances que teve. Mas é exatamente aí que o Flamengo não consegue entender a Libertadores.

Em casa, neste mesmo jogo, ele não decidia nada. Foi igual um maluco nos minutos finais como se estivesse sendo eliminado e… perdeu num contra-ataque. Tivesse empatado aquele jogo hoje teria feito amistoso.

O primeiro tempo foi controlado, sem pressão. O Flamengo conseguiu tudo que queria e ainda assim quase conseguiu se complicar. Em Libertadores você não perde 4 gols na frente do goleiro e sai impune. Hoje saiu.

Nada do que esperávamos do lado de lá esteve presente. Nem a pressão da torcida tão comum por lá, nem o sufoco em campo. O Peñarol não esteve numa decisão. Parecia não ter a dimensão do jogo.

Já o Flamengo tinha. E tinha tanto que na cara do goleiro conseguia errar.

São duas reações opostas mais igualmente nocivas a quem quer o caneco da Libertadores. A falta de empenho e o exagero na tensão. Hoje o exagerado passou. Mas a bola não vai perdoar tantos gols perdidos por mais 4 decisões.

Missão cumprida. Agora vê se tira esses 200 kilos das costas porque eu já disse e vou repetir toda vez que o Flamengo jogar uma partida de Libertadores: você não perde o que não tem.

RicaPerrone

Compartilhe!
This error message is only visible to WordPress admins

Error: Access Token for ricaperrone is not valid or has expired. Feed will not update.

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.