Eu gosto de moleque. Eu gosto de molecagem. Eu tenho paciência com jogador novo e entre comprar e fazer, prefiro sempre fazer.

Se diz o Flu que faz tão bem, então confie no que é feito.

Pedro é um atacante que tem algumas coisas interessantes pro torcedor refletir.  Começando pelo fato de aguentar a desconfiança e cobrança de uma posição pós Fred e pós artilheiro do Brasileirão 2017.

Passando pelo fato de não ter nome. Encontrando com o perfil oposto dos dois anteriores, pois reverencia a torcida ao invés de “te pegar” ou “ceifar”. É um menino bom, um “Caio Ribeiro” carioca.

Se há um clube pra esse perfil é o Fluminense. O time da elite, e que não rejeita isso ao contrário de todos os demais no país.

Pedro se esforça como um “favelado” e tem a postura de um garoto do Leblon. É mais um caso de onde a noção do treinador, quando não atormentada pelos entendidos de torcida organizada, prevalece.

Pedro é a cara desse Fluzão que não encanta, nem cansa. Que não enfeita, nem se acovarda.  Um Fluminense guerreiro, pobre, nobre, feito em casa e que olha sua gente de frente.

Quantos podem dizer o mesmo?

abs,
RicaPerrone