Home » Futebol » Os culpados? Todos nós!

Os culpados? Todos nós!

É imediato. Acontece uma agressão a um jogador e já surgem dezenas de repetidos depoimentos culpando sem dar nomes, lamentando, etc. É a reação natural, a que todos tem, a que eu tive, a que sempre terei e a que cabe a pessoas de bem.

A questão é que todos nós temos medo de ir mais fundo. Por motivos óbvios, não podemos dar nomes, falar o que gostaríamos. E aí entram os culpados de fato.

É fácil dizer que “não são torcedores do Palmeiras”, sendo que quando um deles pixa um muro nós, jornalistas, manchetamos como “Torcida do Palmeiras”.

É mole bater agora mas quando um “organizado” liga avisando que vai pixar, que vai protestar ou que vai causar, corre um jornalista “parceiro” lá pra cobrir e dar voz pros caras.

Com medo da verdade, que é dizer que foi a organizada, nós misturamos organizada com torcida. E nessa mistura nos tornamos culpados também.

Cupa que se justifica, pois hoje em dia alguns treinadores imbecis conseguem enfiar na cabeça da torcida que a imprensa é culpada pelos gols perdidos, assim, somos ameaçados e agredidos.

E vivendo nesta terra de ninguém, sem proteção e diante de ameaças de verdadeiros marginais, preferimos não falar, é óbvio. Você também não falaria.

Até porque, estamos mexendo com mais do que um bando. Estamos mexendo com os queridinhos de diretoria, com os caras que ganham ingresso, com os caras que recebem do SEU PRESIDENTE o direito que você não tem de ir lá cobrar de jogador.

Estamos mexendo com o carnaval de São Paulo, de verdadeiras empresas ligadas e coisas muito mais graves do que futebol.

Mas não podemos falar, pois se falarmos vamos ter que entrar em outro assunto delicado, que é a omissão da PM nos estádios.

Você, frequentador, quantas vezes viu um grupo da organizada fazer um arrastão ou um corre-corre e viu a PM olhando pro outro lado com medo deles?

Mas só vê quem vai lá. E quem vai lá prefere, óbvio, ser parte deles ou apoiá-los do que ousar ser contra. Porque se for, pode apanhar.

Torcedor que tem a terça-feira livre pra ir protestar em CT é vagabundo ou tem aquilo como profissão. Se tiver, é pior ainda, pois a paixão virou negócio.

E se virou, deixou de ser torcedor.

Porque no campo, eufórico, você também diz que “mata um, mata cem”. E depois reclama quando o ídolo vai embora porque eles querem que vá.

Você também faz gestos deles, usam camisa, gritam que vão matar, que são guerreiros de não sei onde, mas esquecem que aquele grito não empurra seu time, apenas é usado de escudo por estes caras, que se tornam grandes, impossíveis de se identificar.

Deixem virar meia duzia. Facilita.  Enquanto apoiarem, não dá pra não generalizar.

“Nem toda organizada é…”, tá, tá, tá.  Eu sei o que você vai dizer. Seja mais simples: Tem como controlar? Não! 90% dos problemas partem delas? Sim.

Então acabou.

Você pode dizer que eles fazem festa.  Não, pastel. Eles acabam com ela.

Sabe porque você não pode ir com seu filho e levar sua bandeira no estádio pra fazer festa? Porque os “que fazem festa” usaram bandeiras pra matar o torcedor rival.

As torcidas organizadas não são torcidas. São grupos de pessoas que amam a torcida, não o clube.

Os rivais são Mancha, Independente, Gaviões e Jovem. Não há Santos, São Paulo, Palmeiras e Corinthians pra eles.

É culpa sua, que apoia. É culpa do clube, que deixa entrar. É culpa nossa, que não damos nomes. É culpa da justiça, que acha que estádio é universo paralelo e não prende quem comete crimes lá dentro.

É culpa de todos nós.

Agora a gente lamenta, amanhã a gente esquece. Afinal, não é o seu irmão, seu filho ou seu pai que está correndo risco de apanhar de marginais que se misturam a você, torcedor comum, sob o seu aval, pra fazer do futebol um terror.

Vamos falar a real, já é um passo enorme. Na sociedade que vivemos não há como controlar um grupo de pessoas bebadas, em bando, eufóricos e encontrando com rivais. Se não há como controlar, então temos que combater.

Que me perdoem as boas organizadas, que me perdoem os bons torcedores organizados.

Mas ninguém está perdoando os milhões de torcedores comuns que tem MEDO de ir ao estádio por causa deles.

São milhões, eles são milhares.

Se os bons são maioria, que seja por eles e não contra eles.

Chega! Isso é só futebol.

Pra você é muito mais do que isso? Procure um médico, você está doente.

abs,
RicaPerrone 

Comentários