A TV brasileira ainda não vê futebol como deveria e isso se mostra no dia a dia dos clubes. Bato nessa tecla há mais de uma década que ao regionalizar o futebol brasileiro e enfiar o europeu na goela do torcedor você é incoerente e prejudica o seu negócio.

Exemplo simples: Porque em SP eu nunca vejo jogos do Cruzeiro? Porque na cabeça imediatista da tv é melhor passar só paulistas pra SP, só cariocas pro RJ, e assim dá audiência e tá resolvido. Se fosse verdade que não há como aumentar a perspectiva do torcedor em relação ao que assistir não haveria jogo internacional na tv.

Então, sejamos ainda mais práticos: olha o Grenal de ontem. Foi só ele, sem que dividisse atenção com outros jogos um em cada estado. O que aconteceu?  Repercussão nacional. Todo mundo viu o jogo, todo mundo está discutindo o jogo e os dois times tendo uma exposição de mídia enorme.

O Galo e o  Cruzeiro decidem sábado. Vai acontecer a mesma coisa. E porque toda rodada do Brasileirão se enfia os melhores jogos na mesma hora?

Porque não se espalha os grandes jogos para termos 3 destaques nacionais ao invés de um regional por estado?

A rivalidade pode surgir entre times de estados diferentes, isso é nítido. Basta ver que tem pivete discutindo por causa de Barcelona na escola. Se a distância sumiu, porque insistimos nela internamente?

A final do Paulista devia ser quinta, a do mineiro sábado e carioca domingo, por exemplo. Teríamos tido 4 dias de total atenção a cada decisão, cada time, patrocinador, evento.  Mas vamos ter todos o mesmo mundinho de bairro no mesmo dia e hora.

Porque? Porque é mais fácil ter 30 pontos domingo e vender pra casas Bahia do que ampliar o futebol nacional, valoriza-lo, torna-lo mais caro e não poder pagar pra renovar.

RicaPerrone

Compartilhe!
  • 104
    Shares