FlamengoGrêmio

O mais previsível dos jogos

Se o Brasileirão é um campeonato absolutamente encantador pela falta de previsibilidade, o jogo deste domingo na Arena do Grêmio não seguiu a média.

Pelo contrário, se esperávamos algo deste jogo era uma vitória dos mandantes, sem grandes espetáculos, placar magro, um Flamengo mais esforçado porém ainda insuficiente.

Era exatamente o esperado.

Diz o rubro-negro mais apaixonado que é “vacilo”, como se o normal fosse ganhar do Grêmio lá. Não é. O resultado é comum pra este Flamengo, pro de 2009, pra qualquer Flamengo.  A forma de jogar, nem sempre.

Mas como digo desde janeiro, prevendo um cenário de simples vislumbre, o Muricy tentaria adequar o time ao seu esquema. Treinador bom adequa o esquema ao elenco que tem.

O Flamengo, ao contrário do Grêmio, é mal treinado e tem algumas peças.  O Grêmio tem poucas, mas sabe onde consegue ir com elas.

Em 2015 o Grêmio foi onde foi por entender sua limitação técnica. Em 2016 o Brasileirão começa sugerindo algo parecido ao tricolor gaúcho.

Até terça decide-se o futuro do Flamengo na questão Muricy. Mas seja ele, Jayme ou quem for, é mais do que claro que o Flamengo precisa ter mais de uma forma de jogar. Ou, pra ser ainda mais objetivo,  que tenha sequer uma. Porque não tem.

abs,
RicaPerrone

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar