FlamengoGrêmio

O mais previsível dos jogos

Se o Brasileirão é um campeonato absolutamente encantador pela falta de previsibilidade, o jogo deste domingo na Arena do Grêmio não seguiu a média.

Pelo contrário, se esperávamos algo deste jogo era uma vitória dos mandantes, sem grandes espetáculos, placar magro, um Flamengo mais esforçado porém ainda insuficiente.

Era exatamente o esperado.

Diz o rubro-negro mais apaixonado que é “vacilo”, como se o normal fosse ganhar do Grêmio lá. Não é. O resultado é comum pra este Flamengo, pro de 2009, pra qualquer Flamengo.  A forma de jogar, nem sempre.

Mas como digo desde janeiro, prevendo um cenário de simples vislumbre, o Muricy tentaria adequar o time ao seu esquema. Treinador bom adequa o esquema ao elenco que tem.

O Flamengo, ao contrário do Grêmio, é mal treinado e tem algumas peças.  O Grêmio tem poucas, mas sabe onde consegue ir com elas.

Em 2015 o Grêmio foi onde foi por entender sua limitação técnica. Em 2016 o Brasileirão começa sugerindo algo parecido ao tricolor gaúcho.

Até terça decide-se o futuro do Flamengo na questão Muricy. Mas seja ele, Jayme ou quem for, é mais do que claro que o Flamengo precisa ter mais de uma forma de jogar. Ou, pra ser ainda mais objetivo,  que tenha sequer uma. Porque não tem.

abs,
RicaPerrone

Rica Perrone

Rica Perrone é jornalista, escritor, empresário, blogueiro, youtuber, radialista e craque no Fifa. Odeia os pontos corridos, não chama time europeu de "meu" e acha que futebol é entretenimento. Quer mais?  Tá tudo aqui, ó! 

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios