Seleção Brasileira

O maior gol da Argentina em todos os tempos

Eu tenho 37 anos, acompanho futebol há 37 e 9 meses.  Eu não me lembro de ter ouvido um grito de gol da Argentina narrado pelo ótimo Galvão Bueno.

O que a Globo está fazendo, e talvez não seja algo da emissora e sim de uma duzia de pessoas, não me parece justo.  E longe de “defender” o Dunga, que também acho que não é o ideal pro cargo, uma coisa é se posicionar a outra é manipular.

Eu não gosto do Muricy. Ponto. Tá dito.

Eu prefiro o Tite e o Cuca ao Dunga. Tá claro, em palavras, como deve ser.

Mas esse joguinho velado que faz até a tradicional paixão do Galvão pela seleção e “birra” com a Argentina mudar de lado não tem sentido, é covarde, não vai levar a lugar nenhum.

Ninguém ali diz: “Não gosto do Dunga e quero ele fora”. Todos fazem um show de que “não tem nada contra” e detonam tudo e todos os 90 minutos, até chegar ao incomum momento em que Galvão Bueno, repito, meu ídolo, narrou seu primeiro gol da Argentina sobre o Brasil.

Esqueça o Dunga.  É justo esse massacre velado?

Porque não pode dizer “Não gosto do Dunga e prefiro ele fora”? Não seria mais honesto e transparente do que jogar contra a seleção por discordar de um nome?

A seleção da Argentina nunca foi tão exaltada e bem tratada na história deste confronto como hoje. Cada chance de gol do Brasil só faltava subir um aviso: “A Argentina está desfalcada”.  E no gol deles, pela primeira vez, o grito de gol do Galvão.

Uma coisa é não concordar/gostar do Dunga. Outra é usar o que temos enquanto imprensa para veladamente jogar contra alguém.

A seleção hoje joga suficientemente mal pra isso. Não precisa de nenhum empurrão de fora, muito menos os que fingem ser um tapinha nas costas.

abs,
RicaPerrone

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar