Home » + Chamada » O fator Flamengo

O fator Flamengo

Eu fiquei com pena do Bandeira.  Pelas ameaças, pela postura do torcedor em não saber pensar nem por um minuto antes de tratar o presidente da forma que ele merece, pelo emocional abalado, pelos lances polêmicos que criou em sua cabeça pra explicar um resultado normal.

Não houve “roubo” algum.  Se você quiser achar um pênalti ali, ok. Daí pra ter de fato um pênalti ou pra ser um erro do juiz há uma distância.

Empatar com o Palmeiras tendo perdido um penalti. Qual a anormalidade disso?

O Flamengo é quarto colocado. Perdeu 5 jogos no ano, e você pode até não gostar do futebol apresentado, mas daí a elevar o protesto pra esse nível, acho de um exagero absurdo. Mas entendo. E até imaginei que aconteceria.

O rubro-negro tem a megalomania mais divertida do mundo e isso faz do Flamengo um clube único. Deve ser o único torcedor que todo ano faz uma Libertadores ruim e entra se considerando favorito no ano seguinte.

Deve ser o único que espera título se entrar com os reservas em campeonato. E mesmo sabendo que não virá, protesta quando não ganha.

O único que ostenta uma faixa dizendo que um dos três campeonatos mais dificeis do mundo é “obrigação”.

Esse céu e inferno, essa velocidade em variar do bom pra crise é marca do clube. A diretoria do Flamengo se diferencia se tiver convicção do que esta fazendo, não se toda vez que um torcedor levantar e gritar ela mudar o rumo.

Não, eu não demitiria o Zé. Um treinador quarto colocado, com 5  derrotas no ano, após a campanha de 2017, com o Flamengo controlando quase todos os jogos que fez, não. De jeito nenhum.  Se ele se chamasse Cuca, Tite ou até Luxemburgo ninguém faria esse terrorismo em cima do cara.

Mas entendo. É previsível. Até domingo o Flamengo está em crise porque não perde, está em quarto, contratando, crescendo, se estruturando e fazendo a coisa certa.  Sábado, as 21h, após vencer o Coxa, Dubai volta a ser realidade, Bandeira mito, Diego homão da porra, e segue o baile.

Os exageros são parte do Flamengo. Não adianta discuti-los, basta aprender a conviver com eles.

Né? “Rica cuzão fica passando pano pra essa diretoria de merda e esse treinador Fdp! Seu Tricolor enrustido!”

Opa! Previsível.

abs,
RicaPerrone

Comentários