Home » + Chamada » O dinheiro é o menor dos problemas

O dinheiro é o menor dos problemas

O milhão a menos de cada escola é um problema na crise? É. Mas esse não é o grande problema da crise entre prefeitura e escolas de samba.

O problema é o caráter. A forma. A real intenção. A falta de critério.  O lado pessoal e religioso acima do cargo.

Crivella é um religioso fanático, daqueles que deviam ser proibidos de ter qualquer cargo sob o argumento de falta de lucidez. A fé é um direito, não um dever, menos ainda uma qualidade.  Crivella pode acreditar em Duendes se quiser, desde que não faça uso de cargos públicos para criar aldeias de Duendes no centro do Rio.

Os projetos voltados para a igreja evangélica dele seguem voando. Todos bem apoiados, patrocinados.  Pra você ter idéia do quanto é covarde, há um filme de 16 milhões de reais sobre a vida do Edir Macedo que está sendo noticiado pelo site no link como sendo apoiado pela prefeitura do Rio. Ou seja, vida de bispo agora é mais importante pra cidade do que o desfile das escolas?

Mas nem isso me revolta. O que me deixa puto é o uso da paixão alheia para ganhar voto. E usar paixão, fé, má fé, é especialidade desse tipo de gente, convenhamos.

O cara vai lá e promete pras escolas que não vai mexer. Que vai apoia-las. A escola apoia e carrega com ela uma comunidade, a dona Maria, que faz fantasias. O seu José, que vive de vender latinhas na porta dos ensaios, entre outras dezenas de milhares de pessoas envolvidas nisso diretamente.

“Ah mas a contravenção…”, pára! Deixa de ser idiota. O fato de uma ponte ser superfaturada não impede você de passar por ela. A escola de samba tem muita coisas boas por trás dela para focar no fato dela ter apadrinhamento histórico com contraventores.

Mas convenhamos, não precisa ser esperto demais pra imaginar que é o caminho natural de algo dentro da comunidade. As comunidades tem donos, o governo não enfrenta, logo, as escolas, filhas das comunidades, também terão seus apadrinhamentos. Vai ser hipócrita lá com o teu fornecedor de maconha.

Voltemos.

As escolas recuperam essa grana fácil.  Mas corta pra 2019, prefeito. Corta feito adulto. Honrando palavra, não misturando sua fé nas suas escolhas, nem mesmo tendo usado pessoas e agremiações para promover sua candidatura.

Senta bonitinho, pede desculpas, explica, procura alternativas. Não imponha comunicando a imprensa que mudou de idéia. É covarde. É sacanagem.

Tu pega um enredo feito e preparado em junho e avisa que ele perderá um dinheiro alto. Você quebra carro, trabalho de carnavalesco, planejamento.  Atrás de toda contravenção que vocês preferem envelopar o samba, há cultura, música, emprego, turismo, cartão postal dessa porra toda aqui.

Corta. Mas corta olhando no olho, falando de frente e não do gabinete depois de trair quem você usou pra ganhar eleição.

O Carnaval do Rio é minha paixão e passa LONGE de ser organizado e confiável como eu gostaria. Pra você ter idéia da zona, ingressos só em dinheiro.  Tudo vendido pelo telefone, por fax. Cheio de problemas.  Mas ainda menor do que o que ele representa de fato.

Por mim, prefeito, tu pode nem oficializar a festa.  Eu, e acho que ninguém do samba, daria a mínima pro teu aval. Aliás, tu nem apareceu esse ano lá.  Mas não usa as pessoas e a  paixão gerada por essas escolas para ganhar seus votos e depois pular fora falando em criancinha.

Tu não tá preocupado com o corte. É com o que não te agrada sua preocupação.

abs,
RicaPerrone

Comentários