Home » Futebol » Clubes » Fluminense » O clássico do ano

O clássico do ano

Com 80 mil pessoas, no cenário mais nobre do futebol mundial, com 2 grandes camisas, com 4 gols e jogadores renomados dos dois lados, dá pra colocar o Flu x Vasco no top dos clássicos em 2010.

Não foi o jogo “mais importante”, até porque o “pontos corridos” impede isso. Mas foi especial, até pela despedida da geral do Maracanã.

Vasco e Fluminense tem armas parecidas, mas fazem uso diferente delas. Enquanto o Vasco tenta chegar na base do talento e da velocidade de Zé, Felipe e Carlos Alberto, o Flu tenta jogar no erro do adversário.

É característica do Muricy, que apesar de no Flu apresentar um futebol muito melhor do que em SP e Palmeiras, ainda tem uma dose de retranca bem clara pra quem quiser ver.

Das vezes que o Fluzão chega, normalmente são erros da zaga rival, cruzamento ou bola parada. Quando chega rapido e pelo chão, notem, o jogo já está 1×0 e o time tem espaço pra contra-atacar. É isso, e por mais que funcione, sinto sempre falta do “volume de jogo”.

Clássico dramático, bom de ver. Tivemos cerca de 20 jogadas que levaram algum perigo. Destas, apenas 5 trabalhadas.

Tecnicamente o jogo não foi tão bom quanto imaginei. Faltou um pouco mais de posse de bola. Os dois times pegavam e tentavam resolver muito rápido, devolvendo a bola.

Não preciso dizer que o gol de empate do Flu foi marcado pelo Vasco. Todos viram a burrice que fez o Felipe quando resolveu ser divertido na área.  Mas, é mérito do Flu, que se propoe a isso, fazer uso dos erros do adversário.

É um time letal, como era o tricampeão São Paulo do Muricy. Agride pouco, tem pouca posse de bola, mas quando tem chances… caixa!

As vezes as pessoas esperam que eu detone o Muricy. Mas no Flu, por incrivel que pareça, ele está diferente. Não na filosofia de jogo, mas na forma de ser. Parece ter engolido aquela arrogancia insuportavel e tem tido educação com as pessoas.

Quando as vitórias faltarem, que é normalmente onde ele se perde, aí teremos um termômetro melhor da situação. Hoje acho que o maior problema do Flu será dosar o ego dos caras querendo jogar e ter um técnico que não fala com jogador. Isso fará falta uma hora.

O Vasco também segue um bom caminho. O time já é forte na frente, falta uma consistência melhor na saida de bola e na defesa. E isso, acredito, só reforçando alguns setores.

Jogaço! O Maracanã merecia tal “despedida” pra geral.

abs,
RicaPerrone

Comentários