Home » Futebol » O “cheio de moral”

O “cheio de moral”

O Santos não tem um timaço, não é o favorito ao título e se classificou, literalmente, aos 45 do segundo tempo. Mas, o que parece um drama, as vezes, vira arma.

A moral que o time do Santos pegou com essa classificação será um belo problema para o Palmeiras, obviamente menos focado no Paulistão do que o time da Vila.

Claro, jogar por empates ajuda muito em clássico.

O Palmeiras venceu o Botafogo e manteve a liderança.

A discussão agora vai girar em torno de estádios, e já adianto que sou a favor que o Santos jogue na Vila sempre, o Palmeiras no Palestra e não interessa se é semifinal, final ou jogo de abertura. Casa é casa. Se tem condições, que receba jogo e ponto final.

O que anima neste jogo é exatamente o “foco” de um e a força do outro, que tem “mais time”. Dois técnicos que jogam aberto, logo, dá pra esperar bons jogos.

Que assim seja. E depois dessa virada do Santos não tenho mais favorito.

abs,
RicaPerrone

Comentários