Abro a Globo.com e leio “crise”.  Quando digo que a Flapress é nociva ao Flamengo é disso que estou falando. O céu e o inferno tem 1 centímetro de distância na Gávea, e não é pra tanto.

Jogou mal. Bem mal.  Tomou um gol no final e perdeu.  Nenhuma raridade em Libertadores, ainda mais considerando o ignorado fato de que do outro lado havia um time muito grande.

Sim, esquecem. Mas era o Penarol. E se eventualmente houver alguma dúvida sobre não ser um absurdo perder para um dos maiores clubes do Uruguai, consulte o google.

A oportunidade era boa de se firmar na liderança. Era jogo pra vencer, ainda mais tendo poupado o time titular pra isso.  Gabigol foi expulso num lance desnecessário.

Nem o céu de domingo, nem a “crise” de hoje.

O Flamengo segue bom ano alternando momentos e sem atingir em momento algum o que dele se espera. Com o fato de que ninguém atingiu ainda sendo considerado, é claro.

É mais time. Favorito ainda ao grupo.

Talvez o que seja o grande e eterno problema do Flamengo: a obrigação.

RicaPerrone

Compartilhe!
  • 726
    Shares