Home » + Chamada » Nem no banco?

Nem no banco?

Fosse 10% simples como “especialistas” e torcedores acham, o futebol teria todos os seus jogos empatados, todos os clubes ricos, toda contratação seria bem feita e ninguém ia gostar dessa cachaça chamada futebol.

Não é. Passa longe, muito longe, do que nós conseguimos diagnosticar de fora. E então as vezes é preciso tentar entender.

“Porque o Conca não vai pro banco se ele está liberado? Ele é pior que os que tem lá?”

Não, fofo. Não é isso.

Existem duas formas de você usar o Conca.  Hoje, voltando de meses parado, ele dificilmente irá resolver jogos, entrar arrebentando. Assim sendo, tê-lo no banco só serve pra uma coisa: inflamar a torcida contra o titular e pressiona-lo.

Não tem outra serventia no momento. Após treinos, jogo treino, algum ritmo, legal. Ele entra contra o Mandioquinha FC quando tiver 4×0 e tudo bem. Ou começa jogando daqui 2 ou 3 semanas.  Tanto faz.

O que não pode é fazer do Conca algo ruim pro desempenho do time. E ele, hoje, longe da forma ideal, sem ritmo, com poucos treinos (fez 1 jogo treino hoje pela primeira vez), só gera insegurança e pressão em quem estiver em campo.

A torcida pedirá Conca. Foda-se como ele está. Acham até que entrará o cara de 2010, que ele não fez aniversários e ainda pode voar.  Torcedor é isso. E é muito mais fácil tirar do torcedor a arma para pressionar quem pode resolver o jogo do que enche-lo de munição a troco de nada.

Toda vez que algo lhe parecer muito absurdo, pergunte-se os motivos. Talvez seja mais fácil do que achar que de fora é todo mundo gênio, quem tá dentro é retardado.

abs,
RicaPerrone

Comentários