Talvez eu morra sem confirmação. Mas vou morrer afirmando que o futebol brasileiro é um caso raro, pra não dizer único, onde o dinheiro não represente a solução e talvez nem mesmo a melhor saída.

Num país caótico, de economia destruída há anos, sem perspectiva de melhora a curto prazo, porque diabos um país formador insiste tanto em buscar dinheiro pra comprar o que produz de melhor?

Imagine você buscamos diversos treinadores de fora, todos fracassaram. Tava ali no interior de São Paulo uma dose de ousadia para algo realmente diferente.

Milhões, milhões e milhões para comprar um jogador nota 7, com diversos garotos nota 6 prontos pra virar 8 na base por 5% do valor.

Porque? Você sabe, eu também. Mas vamos imaginar que não seja pra lucrar por fora e sim pelo conceito de competição. Há motivo?

Alguns dos melhores times que vi jogar foram quase todos formados em casa. O torcedor não compra camisa de jogador revelado, é verdade. Nem impacta na bilheteria. Mas essa cultura é bem mais fácil de mudar do que esperar que o país tenha uma situação economica melhor.

Compra 2 ou 3. Sobe 15.  Inventa um treinador porque ainda que dê errado é melhor o risco do novo do que a certeza da mediocridade testada.

O Fluminense precisa ganhar. Hoje sua vitória representa uma rota pro futebol brasileiro.  Em campo, é claro. Fora dele, mais do mesmo.

RicaPerrone

Compartilhe!