Home » + Chamada » Não dá pra sair

Não dá pra sair

Se o Zico fosse treinador do Grêmio hoje ele permaneceria. E não por qualquer demérito ao interessado, mas porque o Tricolor gaúcho segue escrevendo páginas absolutamente incríveis para sua história.

Se o Renato preferisse sair do Grêmio agora e ir pro Flamengo para ganhar igual ou menos, meramente por amor a cidade do Rio de Janeiro, eu tiraria o Cristo e colocaria a estátua dele lá em cima.

O Renato é Flamengo no Rio. Poucas coisas irritam mais a alma do tricolor carioca, mas é um fato. O negócio dele sempre foi o rubro-negro, ele fala abertamente que sonha em estar lá, e até quando fala da final de 95 exalta a torcida dos caras.

É o clube que ele quer, porque no Grêmio ele já é Deus. Normal querer ser perto de casa onde quando ele foi absolutamente brilhante, havia alguem maior que ele. Talvez venha daí a vontade de ser “o cara” no Flamengo.

Mas hoje, quando o Grêmio conquista mais um título, passa o trator em tudo que vê pela frente, mantém a base campeã da América e é portanto favorito ao bi, porque diabos Renato abriria mão disso pra tentar salvar um clube onde em 10 jogos ele pode ser humilhado pela torcida?

No Grêmio ele é Deus. No Flamengo ele é dúvida.

O Grêmio hoje é o time onde qualquer um queria estar. E ele está. A tentativa é honesta, não vejo qualquer falta de ética em se oferecer algo pra alguém empregado.  O não é também ético, transparente e muito bem justificado.

Esse casamento vai acontecer. É evidente que vai.

Mas agora ele tá muito bem acompanhado pra pensar em se aventurar “com outra”.  Mesmo sendo “a outra” quem é…

abs,
RicaPerrone