Home » Futebol » #mimimi

#mimimi

O palmeirense reclama que “não tem espaço na mídia”.  Aí começa aquela bobagem sem tamanho de “Mídia Gamba”, “BambiPress”, entre outros termos não muito elegantes que criam para se auto-menosprezar.

Sim, pois é o que faz o Palmeiras neste momento. Ele se coloca na situação de “menor” do que os outros 3 ao PEDIR espaço, quando na verdade deveria fazer como eles: “Conquista-lo”.

Vamos ser menos chorões e cair na real. Porque a mídia fala de um clube?

Do Corinthians porque tem uma torcida gigantesca e apaixonada, que consome o futebol mais do que as outras, conforme mostram os últimos 100 anos. Caso ainda assim haja dúvida, basta questionar porque todos os veiculos de comunicação que conhecem os seus numeros e resultados melhor do que todos vocês, insistem nisso.

Mas você pode questionar, então, porque neste momento o Palmeiras tem tido menos mídia que o Santos, se tem mais torcida.

E eu te direi que a mídia vai atrás da notícia e não o contrário. O Palmeiras está pedindo, através de sua torcida e seu porta-voz-centroavante-ídolo, para ser notícia.

Resta ao Palmeiras atual perceber que não é tão difícil se tornar notícia.

Com um futebol pragmático é difícil que haja exaltação. Haverá relatos, mas sem brilho, pois o time não é brilhante.

Sem craques, também complica. E o único “craque” do Palmeiras está machucado ha 200 anos, e não me refiro ao Valdivia, mas sim ao Marcão.

Veja você o cenário recente e entenderá porque a mídia não está de “complô” com o Palmeiras.

O Corinthians ficou com a mídia paulista 2 meses até cair da Libertadores. Se manteve, voltou a mídia pela venda do Roberto Carlos e aposentadoria do Ronaldo. Agora, com Adriano, mantem-se forte nela.

O São Paulo ficou completamente apagado na mídia até o fim de fevereiro. Então, contratou Rivaldo, Luis Fabiano e teve o Rogério Ceni fazendo o gol 100 num clássico. O resultado é  bem claro. Até os que ontem diziam haver um complô da emissora X ou Y contra o SPFC hoje devem estar de saco cheio de tanto “gol 100” na tv.

A notícia chama a mídia, não o contrário.

O Santos tem Ganso, Neymar, Elano.  Se não brilhando em 2011, e automaticamente com menos mídia do que ano passado, eles tem causado polêmica fora de campo no “renova e não renova”. Além da troca de treinadores.

E eu pergunto: Qualé a grande notícia no Palmeiras?

O técnico, top do top, que voltou ao Brasil dando porrada na mídia? Muito inteligente a estratégia, viu? Afastar e agredir quem te promove.

O Marcos machucado, o Valdivia machucado, um time entre os líderes do óbvio Paulistão, e um futebol nada empolgante, porém, no estadual, de resultados.

Isso dá notícia além do dia a dia?

Cadê o craque? Cadê a grande contratação? Cadê o futebol que encanta? Cadê as boas matérias em bom relacionamento com a mídia?

Você pode voltar no tempo e notar que, nos últimos anos, nem craque, nem títulos, nada.

O Palmeiras não percebeu ainda que a mídia está sendo disputada pelos clubes na base dos reforços, do barulho, das polêmicas, das promoções e eventos. Ele insiste em ir na tv “pedir” mídia.

Você, palmeirense de bom senso, acha mesmo que é do tamanho do clube “pedir” espaço?

Não seria mais digno ao Palmeiras e sua história conquistá-lo ou, talvez, força-lo por conquistas, reforços, ídolos, casa cheia, barulho, etc?

Ninguém apagou a luz pro Palmeiras. Ele está brilhando pouco nos últimos anos.

Infelizmente. Pra ele, pro torcedor e pra mídia, que perde uma barbaridade sem o Verdão forte.

abs,
RicaPerrone

Comentários