Home » Futebol » Magro, mas respeitável

Magro, mas respeitável

O Verdão foi a campo com novidades. Ao invés de tentar evitar o gol rival na retranca, Luxemburgo fez o que muitos tem medo, mas que normalmente funciona.  Meteu o time na frente, impedindo o rival de sair e não esperando que ele saisse.

Dificultou seu proprio gol? Sim, porém, sabia que as chances de tomar um gol eram minimas, como realmente foram.

Com 3 atacantes e 2 meias o Palmeiras deixou o Sport plantado dando bico pro seu único atacante. A atuações de Marquinhos, Williams e Keirrison com certeza não estavam nos planos do Wanderley, mas… ainda assim, fez 1×0 e teve chances de fazer mais.

Vencer sem tomar gols no jogo de ida é meio caminho andado. um golzinho lá e o Sport tem que fazer 3, sem sofrer o segundo. Ou seja, uma boa vantagem.

O que precisa ser registrado também é o momento do Keirrison. Não acho justo rotular o moleque logo cedo, mas que está pintando como um  pipoqueiro, é fato. Sumiu de TODOS os jogos importantes, errou todos os gols faceis nos jogos importantes e pior: Gols que ele erra por tentar fazer bonito. Precisa baixar a bola e aprender a enfiar o bico…

Claro que não perderá lugar no time, até porque no banco nào tem outro. Mas… tá na hora de ser cobrado de verdade. Porque o Palmeiras tá jogando a bola nele o tempo todo e o garoto parece estar pensando na namorada, na sua venda, etc… menos no lance.

Enfim, resultado bom. Favoritismo ampliado.

Na Libertadores você precisa vencer em casa e não levar gols. Este é o resultado mais importante. E o Palmeiras conseguiu, mesmo que apenas por 1×0.

abs,
RicaPerrone

Comentários