Home » Futebol » Justo

Justo

É justo cobrar da seleção após uma sequência ruim como a atual. É justo não gostar de uma alteração e protestar contra o treinador.

Justo como ganhar o jogo de hoje, onde só um time quis jogar.

Injusto seria vaiar no treino, ou aos 10 minutos do primeiro tempo, como fizeram os paulistas de forma absolutamente infantil. Fariam também cariocas, gaúchos e mineiros. São torcedores acostumados a um alto padrão, invariavelmente os “prejudicados” com as convocações e também os que não se empolgam em “ver os craques” de perto.

Os goianos foram parceiros, empurraram, aplaudiram e foram recompensados com um merecido gol no final.

Pedimos Luis Fabiano, ele não tocou na bola. E a culpa disso também é do Mano, claro. E assim, onde tudo vira culpa de um só, fica fácil jogar ali.

Não gosto do trabalho dele, quero que saia, como você. Mas não é possível que um trabalho de 30 pessoas se resuma a um sujeito o tempo todo. Alguns não correspondem, e é justo dizer que a seleção tem uma safra espetacular pra daqui 5 anos, não 2.

Sào craques, mas são garotos.

Iamos com Careca, Romário, Zico, Ronaldo… dava medo. Hoje vamos com meninos, pois Ronaldinho, Kaká e Adriano, nossos “craques” que deviam colocar peso no time, não querem mais jogar futebol.

Contra a Argentina é absolutamente justo uma trégua. Vamos ganhar, dane-se o resto. Daqui 2 semanas, voltamos a discutir e questionar. Por enquanto, só torcer.

Não é amistoso, nem jogo de vida ou morte. É contra eles, e portanto, vale.

Se dizem com tanto gosto que “a Argentina vem com time B”, gostaria de saber onde que isso ai é o time A do Brasil. São 3 titulares, no máximo 4. Nosso time está, também, lá fora.

Prova que hoje o futebol argentino, na argentina, é uma merda. E o nosso, aqui, bem superior. Mas essa lição ninguém tira, ao contrário daquela que isenta os vizinhos de um eventual cacete no jogo de volta.

Se um deles da um carrinho é lição de vontade e comprometimento. Se nosso garoto pede a bola aos 47 pra cobrar um pênalti, ninguém fala em personalidade.

Cada um interpreta o que quiser, ou o que convém interpretar de uma situação.

Justa vitória de quem foi melhor. Justas vaias a uma alteração errrada, e injusta perseguição a seleção que, hoje, fez um bom jogo.

abs,
RicaPerrone

Comentários