Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Juan não tinha que ser expulso

Juan não tinha que ser expulso

Existe uma discussão interessante desde o jogo de domingo. A expulsão de Juan, que muitos acham que deveria ter acontecido. Só estão esquecendo de um detalhe: A regra.

Vamos por partes: O que ele fez, é correto? Não. Foi uma atitude reprovavel? Sim.

Era pra expulsar? Não, claro que não.

Porque um juiz expulsaria um jogador que apontou o dedo na cara do outro? Qualé a agressão nisso? Quantas vezes você viu isso acontecer só na rodada de domingo?

A condenação neste caso não cabia ao juiz. Talvez a imprensa repudiando, uma bronca do técnico, sei lá. Mas o arbitro do jogo não tinha motivo algum pra expulsar o Juan.

Nós estamos tão viciados em reclamar de juiz que o primeiro raciocinio é de pedir expulsão. Mas, pensa comigo. Tô errado?

O juiz ia expulsar alegando o que? Agressão? Nào houve.

Expulso por apontar o dedo no adversário? Não dá…

A crítica ao Juan é perfeita. Merece. Mas ao juiz não…

Se fosse assim, o Lugano seria banido do futebol. O Jr. Baiano preso, o Zé Elias estaria pagando cestas básicas até hoje, entre outros.

Arnaldo Cesar Coelho concorda comigo e ainda acrescenta que o que ele fez se faz desde 1901. Só que ao invés de fazer na cara do juiz, se fazia no meio do bolo de jogadores na área. E sem tv, não pegavam pra reclamar. Só isso…

Juan errou. O juiz não.

abs,
RicaPerrone

Comentários