Hoje o ídolo do Botafogo se despediu de sua gente. Talvez lhe pareça curioso um ídolo de tantos anos e que carregue esse rótulo sem tantas taças para se equivaler a seu talento.

Mas é fácil.

O Botafogo é um time pra quem aguenta sofrer. O mérito em ser botafoguense é exatamente não atrelar sua paixão a condição do time. E Jefferson representa isso pra eles.

Nenhum torcedor do Botafogo sai discutindo futebol ostentando os títulos recentes. Eles não aconteceram. Mas ostenta exatamente ter estado ali o tempo todo mesmo sem isso.

Jefferson é o goleiro de seleção que ficou no Botafogo, que jogou a série B, que disse não a propostas de rivais do Rio por considerar sua história ali.

Título? Ele queria. Claro que queria. Mas há título maior do que representar sua gente?

Talvez sim. Pra ele, não. E pra um torcedor que não atrela sua paixão a taças, Jefferson foi sua representação fiel.

Um goleiro que não tem os títulos que os outros de seu nível tem. Mas que teve e terá pra sempre um título que escolheu pra carregar: “Idolo do Botafogo”.

Esse título você não conquista em 38 jogos.

RicaPerrone

Compartilhe!
  • 2.3K
    Shares