Home » Futebol » Clubes » Fluminense » Improvável e favorito

Improvável e favorito

Não, eu não acreditava. Torcia, mas acusei o golpe no empate em casa com o estádio meio vazio. Esperava uma vitória de casa cheia, e portanto acabei mais frustrado do que confiante.

O  Nacional é um time enorme. Talvez seja estranho pra pivetada, mas é um dos maiores do planeta. Meu histórico me faz achar ganhar lá um resultado incrível! E portanto, improvável.

Tão improvável quanto o bom ano do Fluminense, quanto a irregularidade do time que alterna jogos épicos em mata-mata com atuações tecnicamente contestáveis.

Mas também  o que cobrar de um time que começou o ano assumindo um tamanho que eu discordo, perdendo seu principal jogador e chegando em novembro disputando um título e uma vaga na Libertadores?

Se esse Fluminense está calando a boca de alguém talvez seja do próprio Fluminense.

Essa administração vê o clube menor do que ele é. Encara investimento como gasto e acha que é melhor viver ganhando pouco e pagando em dia do que arriscando ser gigante. Não me refiro a contas em dia, porque nem estão. Me refiro a entender que não é um clube que pode ser coadjuvante.

Veja você. Entrou em campo hoje contra um clube maior. Saiu dele sendo o maior que restou na Sulamericana.

O favorito. O time a ser batido.

Até pela fragilidade das outras 4 camisas ainda vivas no torneio.

A Sulamericana é um torneio que não me causa muita coisa. Mas ver um clube fazer de um torneio fraco algo especial o torna ainda mais merecedor.

Faz 10 anos que a América do Sul conheceu melhor o Fluminense. Talvez seja hora de acabar com as formalidades e torna-los íntimos.

abs,
RicaPerrone