Everton chegou ao São Paulo. Ótimo reforço.

Everton deixou o Flamengo. Uma perda sentida.

Everton custou 15 milhões ao SPFC. Um risco alto.

Everton rendeu 15 milhões ao Flamengo. Muito bem vendido.

Uma coisa não tem relação com outra. O fato dele ser um jogador “caro” na minha opinião não significa que não seja um bom jogador.

O Cristiano Ronaldo, por 1 bilhão, é “caro”. E é o Cristiano Ronaldo.

Há uma possibilidade do SPFC ter um prejuizo se isso não der certo. Essa possibilidade é bem menor de amanhã o Flamengo ver o Everton virar um jogador de, sei lá, 30 milhões.

Aos 29 anos é bem difícil acontecer. O limite do Everton parece já ter sido atingido, e não falamos aqui de um jogador de seleção mas sim de um “bom jogador”.

Gosto de vê-lo em meu time. Não sei se gosto do valor pago.

Mas também me cansa essa coisa do torcedor ter virado um fiscal de finanças. Eramos mais felizes quando hoje o tricolor estaria euforico com o reforço e foda-se quanto custou e o flamenguista puto, foda-se quanto ganhou.

Mas na era onde se comemora renda, se ostenta borderô e certidão mais do que títulos, eu compreendo o debate.

abs,
RicaPerrone

Compartilhe!