Vamos tentar separar duas coisas se é que elas são possíveis.  O trabalho e a moral.

Campello tem feito bom trabalho com diversos segmentos no Vasco.  Não é um administrador ruim até agora, nem brilhante. Tem seus méritos.

Entrou como entrou, e eu entendo ser legal, mas pouco ético. Mas é um direito dele.

Fraudaram as eleições. É, portanto, de se esperar que qualquer pessoa razoavel e que tenha zelo pela sua palavra, pelo clube que dirige e pelo cargo, convoque novas eleições.

Se ele não o fez, a justiça fez por ele. Mandou fazer de novo porque o poder anterior, de Eurico Miranda, fraudou a eleição no clube.

O que faz Campello? Senta na mesa do lado do Eurico e vai pedir união no Vasco CONTRA a nova eleição.

É difícil, Campello. Bem dificil enxergar algo de bom na sua conduta. O poder parece ser o principal objetivo, mesmo que isso custe abraçar o inimigo.

Por uma não eleição e a possibilidade de perder o cargo, prefere estar ao lado de quem fraudou uma eleição no clube? É isso mesmo, cara?

Fica puxado entender. Ou acreditar. Ou levar a sério. Sei lá….

abs,
RicaPerrone