Home » Futebol » Clubes » Fluminense » Eles, nós, vocês

Eles, nós, vocês

Lembra dos erros que o SPFC cometeu em 2008 quando deixou o Fluminense passar pras semifinais da Libertadores? Aposto que não.  Dos erros do Coritiba que não soube impedir o rebaixamento e ainda consagrou um “quase rebaixado” Fluminense, lembra? Também não.

Não queira registrar com mais força os erros do Fluminense nesta noite do que os acertos do Grêmio. Capaz até de dar mais manchetes, mas é só.

Não cometa a imbecilidade de tratar um time com Vargas, Barcos, Cris, Elano, Zé Roberto e André Santos como zebra.  Zebra é o Caracas, não o Grêmio.

Errou o Fluminense? Pra cacete. Do Abel a diretoria, passando TAMBÉM pela torcida, que reagiu mal demais ao tropeço.

Vaiar é reação. Gritar “olé” pro inimigo é traição. (A informação de que o grito de olé foi de parte da torcida do Flu junto a do Gremio é da televisão e da imprensa que estava cobrindo o jogo em geral. Eu vi pela tv e como todos que viram ouvi essa informação)

O Flu não está em crise, não está devendo, pelo contrário. E no primeiro dia que tudo dá errado ele toma um “olé” em casa da própria torcida?

Afinal, aquele “nós” de dezembro já virou “eles” em fevereiro?

Erro no valor do ingresso, na atuação do time, na escalação do Abel, na postura da torcida, enfim, em tudo! E é um grande momento para, de novo, usar o “nós”.

Porque “eles”, que erraram na estréia em casa exatamente como o Fluminense, se reergueram em uma semana e hoje são a sensação esportiva da América do Sul por ter feito 3×0 no campeão brasileiro fora de casa.

E “vocês”, que viviam numa fase tão boa que até bitoca era manchete, perderam na hora certa.

“Eles”, “vocês”, pouco importa.

A lição que se tira do Engenhão nesta noite pode valer mais do que os 3 pontos perdidos. É “nós” na vitória, na derrota ou no empate.

Caso contrário, “eles” sempre vão ganhar de “voces”.

O Grêmio aprendeu em 1 semana a reagir. O Fluminense terá o mesmo tempo para entender, voltar a usar o “nós” e buscar seus 3 pontos de volta lá no Chile.

Ou lamentar que “eles” tenham tropeçado de novo. Agora é com “vocês”.

abs,
RicaPerrone

 

Comentários