Talvez a Copa do Mundo seja um dos campeonatos de mata-mata mais previsíveis do mundo, embora seja disparado o melhor deles.  Nós sabemos que quase sempre, aconteça o que for, o trio de ferro terá 2 nas semifinais, um na final e as vezes os 3 disputando as últimas 4 posições.

Brasil, Alemanha e Itália sobram na turma.

Depois vem outro bolo, que não dá pra chamar de zebra. Nem de favorito Nela estão Espanha, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Holanda e França.

Dali pra frente dá pra chamar de zebra. E antes das galinhas mortas, temos México, Bélgica, Suécia, Portugal.

A Copa tem 3 grandes times dos quais 2 estão fora.  Dos outros 6 citados, Holanda está fora, Argentina está fraca.

De um lado do chaveamento das oitavas  há 2 times grandes. A chance de zebra é bem maior. Embora as “zebras” mais fortes estejam do lado de cá.

Portugal e Bélgica, campeão da Euro e time mais badalado dos pequenos, estão no mesmo lado da chave. Impossibilitando uma final.  México, idem.

Se nessa Copa não der zebra, e me refiro a chegar a final não necessariamente ganha-la, acho que não teremos outra tão cedo.

abs,
RicaPerrone

Compartilhe!