Home » Futebol » Clubes » Corinthians » E o Grêmio aproveitou

E o Grêmio aproveitou

Adilson optou por usar 2 laterais “nulos” no jogo. Deixou seu time centralizado, tentando entrar pelo meio e com bolas enfiadas. Inteligente, Renato meteu mais um volante e fechou o setor. O resultado poderia ser diferente, em virtude do pênalti e da expulsão. Mas, ainda assim, insistindo por onde não devia, o Corinthians parou no Tricolor gaúcho e perdeu a primeira em casa.

Os dois times tem uma característica em c0mum. Tocam a bola, esperam, pensam muito antes de devolver a bola ao rival. São elencos inteligentes, experientes, que não entram na pilha da torcida a toa.

O Grêmio entrou em campo pra administrar e não permitir a pressão do Corinthians. Isso sem deixar de agredir, que fique claro. Conseguiu, pois o Timão não tinha jogada pelos lados e ficou facilmente marcável.

Num golaço de Douglas, 1×0. Dai pra frente, a calma do Tricolor ao sair com a bola foi evitando uma pressão alvi-negra, que também não partiu com tudo pra cima, apenas forçou com o que tinha.

Não sei se Adílson realmente não tinha escolha. Mas se tivesse uma sequer, seria melhor do que usar 2 laterais que não dariam opção de jogo o tempo todo. Ficou fácil pro Grêmio, pois era previsível o jogo do Corinthians.

Ainda assim, houve um pênalti e uma expulsão. Victor pegou, o Grêmio se viu pressionado mas em momento algum permitiu lances em sequencia. Quando tomava a bola, esperava pra rifar ou pra tentar sair pro jogo. Houve calma do lado tricolor, e também do alvi-negro.

O problema é que um deles usou a calma a seu favor, o outro não.

Poderia ter dado Corinthians? Sim. As chances foram criadas, mesmo com este problema claro nas laterais. Mas o Tricolor teve méritos e mais méritos na forma fria de atuar e de segurar o vice-líder quando se viu com um a menos fora de casa.

Renato deu jeito no Grêmio. Um 442 simples, prático, sem invenção, mas que automaticamente joga a bomba pros jogadores. E sou dessa linha:  Quanto menos o técnico inventa, mais se torna responsabilidade de quem joga. Assim, correm mais.

Agora, depois dessa derrota e de mais uma do Flu, quarta-feira o Engenhão promete ser palco de uma verdadeira decisão.

Não de título, pois este não é mais uma exclusividade de Corinthians e Fluminense. Já dá pra meter mais gente nessa listinha.

abs,
RicaPerrone

Comentários