Home » Futebol » Campeonatos » Copa do Mundo » Dunga, o vilão

Dunga, o vilão

Eu fico ouvindo, lendo, tentando separar o que é birra e o que é analise. Fico perdido as vezes por não saber se o que leio parte de quem realmente consegue ver um jogo de futebol. Mas, temos que ler, ouvir, juntar tudo e formar uma opinião.

Eu fico curioso pra saber o que seriam destas opiniões tão fortes contra o Dunga e o trabalho da seleção caso a bola do Kaká tivesse entrado, ou se o juiz tivesse dado o penalti que nos manteria na Copa.

Será que um 2×0 naquele PUTA primeiro tempo que fizemos mudaria as coisas?

Talvez este time estivesse nas semi, talvez e provavelmente eliminaria o Uruguai desfalcado e chegasse a final da Copa. Detalhes não permitiram, principalmente o emocional, o que é quase unânime.

Eu não entendo como um time que entra em campo dando um baile no adversário, que tem um penalti não marcado a seu favor, que se perde no emocional após um gol que nem se originou de um chute, mas sim de uma falha individual, pode ser tão mal armado.

O que foi Brasil x Chile? O que foram os 4 anos de vitórias e algumas bem convincentes, diga-se?

O primeiro tempo de Brasil x Holanda faz parte do jogo. Aqueles que falam em “futebol de resultado” são os mesmos que estão, hoje, analisando tudo por um resultado de meio-tempo infeliz.

O Brasil estava bem armado, jogando muito bem. Perdeu por detalhes, por falta “do cara”, e por favor… esse cara não era o Ganso. Nem sabemos ainda quem é o Ganso.

Os jogadores que falharam na decisão foram Julio Cesar, Luis Fabiano, Kaka, Robinho e Felipe Melo. Destes, um deles havia dado o gol brasileiro em lindo lançamento, justamente o único que discutiamos aqui. Os outros, indiscutiveis, estavam lá, e sumiram.

Porque não se coloca, também, que os que todos nós apostamos falharam?

Porque o primeiro tempo não foi obra do treinador e o segundo, onde a Holanda não fez nada e não criou nada em cima do Brasil, virou referencial de horror?

Eles acharam um gol e viraram no desespero emocional. Só isso. Não houve dominio, baile, pressão, nada.

Mas, para malhar o judas, enxergamos o que queremos enxergar.

Dunga errou, como todos eles erraram. E continuo achando, cada dia com mais certeza, que estão fazendo uma enorme sacanagem ao jogar tudo nas costas do treinador.

Acho, também, que este tipo de postura é exatamente o que dá respaldo aos jogadores de serem mimados e irresponsáveis. Tudo cai nas costas do técnico, logo, pra que vai assumir responsabilidade?

O primeiro tempo do Brasil foi fantástico, perfeito! E o Dunga era o técnico.

Não querem futebol de resultado? Então, não avaliem as coisas meramente pelo resultado.

É simples.

abs,
RicaPerrone

Comentários