Home » Futebol » Pobre Ganso, o desvalorizado

Pobre Ganso, o desvalorizado

Ganso é um jogador que chamou atenção pelo talento e pela forma centrada que joga futebol. Líder, calmo, não faz muita gracinha, sério fora de campo e que costumava medir palavras. Desde a Copa, ou talvez desde que endeusaram o garoto, as coisas mudaram um pouco.

Primeiro ele foi na tv dizer, durante um jogo do Brasil na Copa, que “cabia ele lá”. Coisa que agora, covocado, ele vai achar anti-ético se fizerem com ele.

O tempo passou, ele se machucou, ficou lá no Santos se tratando. Agora volta, e quando volta, pede aumento.

Aumento porque, Ganso?

Foi bem na fisioterapia?

Assinou até 2015 pensando que, se jogasse bem, mereceria aumento. Então porque assinou?

Se por acaso o Santos quisesse pagar só uns 40% do seu salário por você estar machucado… tudo bem?

Se amanhã você viver má fase e o Peixe resolver que não deve te pagar o seu salário todo, você vai topar?

Porque quer aumento por bom desempenho?

Pode pedir? Claro! É direito do empregado pedir aumento.

O que eu não entendo é ir na mídia reclamar do clube e se dizer “desvalorizado”, “chateado”, etc.

Desvalorizado pelo Santos, Ganso? O clube que inventou você e nos últimos meses ficou pagando seu salário e te dando tratamento vip enquanto você não rendia nada a ele?

Não tá ficando alto demais o salto?

“A Inter de Milão, campeã do mundo me quer”. Dane-se.  Você joga com a camisa do Pelé, que é bem mais motivo de orgulho do que ter a Inter de olho em você.

Mimamos demais esses caras. Cada dia que passa tenho mais certeza disso.

Se eu fosse o Santos daria um contrato pra ele dizendo que, se jogar bem, ganha 30% a mais. Só que se jogar mal, a diretoria pode pagar 30% a menos.

Condições iguais! Será que ele topa?

Claro que não.

Ele dita as regras. Afinal, “A Inter me quer”.

Ui!

abs,
RicaPerrone

Comentários