Home » Futebol » Céu ou inferno?

Céu ou inferno?

Agora a coisa ficou simples no Morumbi. A fase é ruim, o time está mal, a torcida está puta e a campanha no Brasileirão não é boa, como não foi no Paulistão.

Mas, após vencer o Ceará em casa, se vencer na quinta-feira tudo isso ganha um “foda-se”. Se perder, ganha um “fodeu”.

Desculpem o termo, mas é exatamente isso. O Tricolor sabe que uma vitória, um bom jogo acaba com tudo e transforma o “quase em crise” em “quase épico”. Eis a graça do futebol, por mais absurdo que pareça.

Há anos o Tricolor apaga tudo com os pontos corridos. Desta vez tudo pode ser deletado antes, numa eventual final de Libertadores. Em 2007, 2008 e 2009 o SPFC também foi eliminado da Libertadores e do estadual sem jogar nada.  Mas, ali, quando o bicho pegou, Muricy foi mantido e os pontos corridos devolveram a paz em questão de 10 rodadas.

Hoje, onde a situação é muito parecida só que o técnico não tem a grife do anterior, tudo se resumirá a quinta-feira.

Se vencer e passar, “foda-se” o Brasileirão, o semestre, o futebol, a diretoria, etc.

Se perder, “fodeu”. Vira crise, time mal administrado, mal no Brasileiro, sem patrocinador, etc, etc, etc.

No jogo deste sábado deu pra ver o que todos sabem: Quando topa o jogo e se posta como time grande, o SPFC é perigoso. Quando não quer jogar, como não quis no primeiro tempo, a coisa fica digna do que se prestou a fazer.

Que sirva de lição. Bastou um pouco de vontade de ganhar para o resultado aparecer. Basta isso ser mais importante do que o “medo de perder”. Assim, quinta-feira volta a ser um duelo de gigantes. Não, o SP não jogou bem não. Mas em alguns momentos “jogou”. O que já é mais do que quarta-feira passada.

Na semana passada só um gigante entrou em campo. Quinta, ao contrário do que muitos acham, o SPFC tem totais condições de ganhar o jogo do Inter, assim como se jogar o seu melhor e perder, terá perdido para um grande adversário.

Claro, o torcedor não enxerga assim. Pro torcedor só há 1 time em campo e a obrigação de vencer. Mas isso não existe. A obrigação é de jogar e fazer seu melhor. Se der pra ganhar, ótimo. Se não, é do jogo.

Entre o “foda-se” e o “fodeu”, o Tricolor começa uma semana das mais relevantes de sua história recente.

E gostaria, mesmo sabendo que não acontecerá, que os problemas não fossem deletados em caso de vitória e menos ainda que as qualidades fossem esquecidas em caso de derrota.

E o Inter, que não tem nada com isso, pode transformar sua ótima fase em “vai foder”.

O futebol é foda.

abs,
RicaPerrone

Comentários