Home » Diversos » Sem bola

Sem bola

Precisamos falar sobre o Instagram

Ele não tem culpa. Aliás, é extremamente competente na arte de nos jogar na cara o que negamos por um século: “sim, a opinião alheia importa. E pra caralho!”. “Mas eu não posto pros outros…”, não fode. Então bota no mural de casa a foto. O entendimento de que ali é uma ferramenta para se contar vitórias é que nos …

Read More »

Parrapapapapapá papá papá…

Oi. Aqui quem fala é o demônio da esquerda da semana. Como em alguns dias alguém me substituirá no cargo, eu vou ser rápido e aproveitar o “diálogo” pra dizer algumas coisinhas. Tuitei 2 coisas que chocaram a turma do mimimi essa semana. Uma que eu preferia que a polícia matasse traficante do que prendesse. A outra que a maioria …

Read More »

A maior humilhação possível

Eu não sou advogado, logo não vou entrar no mérito se é estupro ou não, se no código diz isso ou aquilo. Na real, bem na real, eu quero que se foda o que diz a lei. O que eu quero mesmo é que se foda a maior parte das coisas que temos como pilar desse país e dessa sociedade …

Read More »

Seja gostosa

Bunda durinha, coxa de quero-quero, barriga negativa, zero carbo, saúde perfeita e o instagram bombando. Parece que encontramos a tal receita da felicidade tão buscada há séculos, não? Não. Encontramos a receita de como parecer felizes. Ninguém é feliz sendo refém do corpo, do estética, do que vão falar da sua bunda. Não é possível que em 2017 a celulite …

Read More »

O mineiro de Copacabana

Eu tentei achar uma forma de contar isso por mais de um mês sem parecer que eu queira ser “bom moço”.  Mas, enfim, honestamente, se quiser achar isso, foda-se. Eu preciso contar essa história. Era dia 3 ou 4 de janeiro, minha tia estava em Copacabana e combinamos de encontrar. La pelas 22h sentamos num quiosque na beira da praia …

Read More »

Clichês

Dizem que a internet deixou o ser humano mais estúpido. Covardia. A web como ferramenta não faz do usuário dela um imbecil. Pode ser usada por ele para fazer imbecilidades, nunca o contrário. A verdade é que a internet expôs o que desconfiávamos mas não tínhamos como provar: somos um bando de hipócritas. E provamos isso quando consumimos com loucura …

Read More »

Bom final de semana!

Caro amigo brasileiro honesto, Hoje é sexta-feira e eu sei como você se sente porque honesto também sou.  Fui criado também por pessoas que me impediram de roubar a caneta do coleguinha ou voltar com o troco errado da padaria. Enfim, como a enorme maioria, sou o mínimo aceitável de um ser humano. Hoje faz cerca de 12 graus em …

Read More »

O canalha

O incompreendido sujeito de boa índole que na boa fé de não ser honesto para evitar magoas, leva uma fama ruim. O canalha, meus amigos, é pingo de honestidade que há num bom homem sem rumos. Aquele que experimenta e para evitar o desconforto de avaliar negativamente a moça, desaparece. E ao desaparecer, logo ganha o rótulo: “Canalha!”. Quando na …

Read More »

A cabana

Fui assistir. Contrariado porque não gosto de religião, não sou um ateu, muito menos um cristão. Mas fui porque algo neste filme chama muito a atenção das pessoas e eu queria saber o que era. Deus. O filme fala de fé, passa por outras coisas muito interessantes como a questão do julgamento ao próximo (pra mim a melhor parte do …

Read More »

Esse cara sou eu

Sobre pontos corridos você sabe o que penso. Sobre o Rio, a Argentina e o pênalti de domingo, idem. Suficiente para me odiar ou adorar. Não sabe todo o resto. O que de fato importa, eu diria. Nem imagina que prefiro o Playstation ao X-Box. Que gosto mais de Nescau que Toddy e que bisnagas da Panco molhadas nele ficam …

Read More »

A ponta do iceberg

  João é um senhor de 55 anos, dono de uma cozinha industrial que fornece merenda para as escolas de uma região do interior.  Ele vive honestamente daquilo que faz e com isso cria seus filhos, tem sua família e paga seus impostos. Um dia um político vai até o João e diz que ele está lucrando 2 reais por …

Read More »

O processo é mais importante

Adoro temas pouco polêmicos e por isso, óbvio, vou tocar no do BBB. Ele me remete ao Zé Mayer, que me remete aos outros mil casos de homofobia, que me lembra o racismo, etc, etc, etc. E eu acho que há uma segunda discussão relevante já que a primeira é óbvia: Tá errado! Quando um cara é racista, por exemplo, …

Read More »

Zé, precisamos conversar!

Zé, o Mayer fez merda. Eu não vou entrar nos méritos da carta ser ou não de verdade, simplesmente porque me obrigo a acreditar nela.  Como me obrigo a confiar em alguns políticos, em imaginar que as pessoas doam por caridade e não por marketing e que juiz de futebol erra sem querer. E então logo você me pergunta: Você …

Read More »

Não é o argumento, é a hipocrisia

Sim, você tem razão quando contesta a forma com que mataram esse ou aquele sendo dever prendê-los quando rendidos.  Não é esse o problema. O problema é quando você se importa demais com uns, e nada com outros. É quando você escolhe entre as 200 vitimas da Nigéria e os 50 de Paris para se consternar numa rede social contra …

Read More »

Não recuem

Talvez seja mundial, não sei. Mas o pavor que as empresas, pessoas públicas ou políticos tem da opinião de meia duzia é um freio de mão puxado em nossa evolução. Você tem a piada e o idiota. Porque nós brigamos contra a piada e não contra o idiota? Piada com negros gera racismo. Piadas com gays, homofobia. Piada com puta, …

Read More »

Diferentes

Em nenhum lugar do mundo 400 km podem ser tão distantes como os da via Dutra. Paulistas e cariocas são vizinhos que se completam, mas não podem aceitar isso por mera vaidade. Enquanto um cuida da piscina, o outro chega de terno e pensa: “Vagabundo…”. De bermuda e chinelo, o outro retruca de boca fechada: “Criado pela vó… “. Mas …

Read More »

Uber escancara a burrice

Eu tenho uma teoria de que um dos maiores problemas do Brasil é como ele se trata como bebê e, portanto, não cresce. Aqui nós temos que pedir permissão pra tudo, até pra apostar nosso próprio dinheiro. Aqui não posso fumar maconha, porque faz mal. Não posso levar um rojão no estádio, pois posso apontar pro lado errado e machucar …

Read More »

20 anos de Rica Perrone

Era 11 de março de 1997 e, portanto, faz 20 anos. Eu entrei na Band FM em São Paulo a convite de um vizinho que era diretor da rádio, nem me lembro o nome. Morreu já. Cheguei umas 17h. A primeira pessoa que vi na Band foi Luciano do Vale, que passava na catraca na minha frente.  Fiz Palmeiras 7×1 …

Read More »

A conversa que não ouvi

Ouvi falar que Mário Gomes enfiou uma cenoura no cu. Todos ouviram.  Ouvi que ele era um fracasso por estar fora da TV, e agora li e ouvi chacota por ele “acabar” vendendo sanduíche na praia. A única coisa que eu adoraria ter ouvido, não ouvi. Mas adoro pensar que ela existiu. – Pai, é justo você estar aqui na praia …

Read More »

… e acabou!

Amanheceu e havia carros demais na rua. Assustado olhei em volta e notei que as pessoas não estão mais fantasiadas. Já era 10 da manhã e ninguém estava bêbado cantando no metrô. Na rua um apito. Paradinha?! Alô bateria! Não… era um guarda mesmo organizando o cruzamento. “Oh o gás!”, ouvi! Me animei.  Era, de fato, o gás.  Que frustração! …

Read More »