Home » Futebol » Clubes » Vasco » Campello rejeita novas eleições no Vasco

Campello rejeita novas eleições no Vasco

Embora o trabalho da oposição já seja mais voltado para pedir eleições diretas na próxima do que para “melar” a atual, há um grupo de vascaínos dando uma sugestão que me soa absolutamente justa.

Se hoje o Vasco tem um presidente rejeitado por parte da torcida pela maneira que foi eleito, um ex-eleito fora por desentendimento com o atual, uma eleição sob suspeita e aguardando decisão judicial, só há um prejudicado: O Vasco.

Então, porque não pelo clube se fazer uma nova eleição mais as claras com Campello, Julio, Eurico e outros?

Eu, embora entenda que o Campello não foi eleito ilegitimamente mas sim sendo oportunista, considero a idéia de uma dignidade que desconfio não haver no futebol. Especialmente no ego de dirigentes que trabalham de graça.

Liguei para o Campello para falar sobre. A resposta que tive veio de um assessor praticamente se negando a tocar no assunto.  Em formato de nota oficial, em 2 linhas, Campello disse  “não”.

Afirma que sua eleição é legítima e que portanto não vê motivos para uma possível nova e esclarecedora eleição.

O Brant também não quis falar sobre. Apenas reafirmou através de sua equipe que espera que o Vasco tenha eleições diretas e mais claras a partir da próxima.

O resumo do problema do Vasco hoje é simples e me lembra um país da América do Sul.  Os únicos com poder para mudar o formato são os beneficiados pelo atual formato. Ou seja…

Abs,
RicaPerrone