Home » Futebol » Clubes » Corinthians » Cada um enxerga como quer

Cada um enxerga como quer

O Corinthians terá um estádio e receberá os jogos da Copa de 2014. A notícia é tão polêmica pra uns que chega a assustar. Mas, se formos colocando pingos nos “is”, veremos que não chega a ser tão incrível assim.

Ela é uma decisão polêmica especialmente por termos sidos comunicados pelo SPFC de que a Copa seria no Morumbi e ponto final. Partindo daí, qualquer coisa se tornava surpreendente.

Vamos dividir as coisas por partes.

Quando a FIFA confirmou o Brasil na Copa, o Morumbi festejou. E com razão, afinal, tinha tudo pra sediar os jogos.  Mas, entre “ter tudo” e “sediar” vai uma distância, e o SPFC esbarrou na bobagem de ir na TV garantir a Copa lá. Coisa que não seria muito normal sem estar aprovado ainda.

Aí você pode perguntar: “Mas porque o Morumbi não pode sediar a Copa?”

E a resposta é fácil. Ele pode, sempre pode. Mas sempre pode sediar JOGOS da Copa, não a abertura. Pra fazer abertura, era necessário mudar muito, pois as exigências são parecidas com as da final.

Fizeram um projeto, enviaram. Foi recusado. Fizeram outro, recusaram internamente. Fizeram o terceiro, foi a FIFA e APROVARAM o projeto, PORÉM, não para abertura. O SPFC não aceitou, fez mais um e desta vez cometeu um erro grotesco: Mandou o projeto sem orçamento.

A FIFA o recebeu, estava dentro do que ela pediu, e APROVOU o Morumbi. Só que o orçamento de 600 paus o SPFC não tinha como pagar. E aí eu pergunto: Qualé o sentido e a credibilidade em se fazer uma proposta a alguem que você não pode pagar?

Como eu posso chegar pra você e dizer: “Quer ganhar 200 mil? Então vem pra minha empresa!”. Aí você vem e eu digo: “Eu não tenho 200 mil pra te dar”. Isso é absurdo, ridículo, impossível de acreditar.

E aí, neste momento, a FIFA e a CBF cortaram o Morumbi da “brincadeira”, alegando que eles não sabiam brincar. E convenhamos, com uma dose de razão. É um absurdo mandar 4 ou 5 projetos, nenhum sem a abertura, e o aprovado sem orçamento.

Lembrem-se: O SPFC mandou um projeto pra FIFA e ela APROVOU. Quem deu pra trás e disse que não podia pagar foi o clube, não a CBF e a FIFA. Se o SPFC diz que tem a grana, nada seria discutido. Já estava ok. Mas, ele não tinha.

Partindo daí, entra a tal história da “politicagem”. Eu acho ela engraçada.

Cada um enxerga politicagem onde quer e lhe convém. Quando o Andres é amigo do Teixeira, é politicagem. Quando o Corinthians tenta usar a Copa pra arrumar investidores pro estádio é politicagem. Mas quando o SPFC mete um dirigente remunerado como deputado, não é. Quando o Kassab passa a ir em todos os eventos do clube, também não é.

Se a eleição do clube dos 13 foi tão determinante assim, como dizem, porque a FIFA recusou os projetos do Morumbi antes do clube dos 13 ter sequer candidatos?

Houve politicagem de todos os lados, e isso existe na sua casa, na sua empresa, onde for.  Não sejamos babacas de achar que um dos lados “não teve força politica” e é coitadinho. Os dois fizeram, só que um foi mais espertinho.

Quem é que tenta sediar uma Copa tendo brigado com FPF, CBF, Clube dos 13, Corinthians, Palmeiras, Cruzeiro, Galo, Inter, Flamengo, etc etc etc? É óbvio que você terá menos força, pois é burro e peita todo mundo. Quando precisa, não tem ninguém ao seu lado.

Se você racha com alguém por um ideal é absolutamente digno. Quando você racha com todo mundo por mera birrinha, você está sendo meio burro.

Então, estando no pé que está, a decisão se torna simples.

O Morumbi tá fora? Ok. Então sobra o que? Nada.

Ah, mas o Corinthians está lançando um estádio moderno que ficará pronto em 2014.

Opa! Então pronto. Se é um estádio novo, está dentro das normas da FIFA. Fica sendo lá, simples.

O que PODERIA haver de irregular ou anti-ético seria o estádio ser feito com dinheiro publico e dado ao Corinthians, como sugeriram, e não é o caso até aqui. Até onde sabemos, são investidores e dinheiro de empresas, nada com grana publica.

Se não é grana publica, amigo…. não ha nada pra chorar. O Corinthians faz o estádio quando quiser, onde quiser e ninguém tem nada com isso. Da mesma forma que o SPFC arrumaria patrocinadores pra bancar o Morumbi com o argumento da Copa, o Corinthians fará o mesmo.

Aí alguém, ainda procurando motivos, pode dizer: Mas em volta do estádio do Corinthians as obras podem ser com dinheiro público. E eu respondo que o projeto do Morumbi, aprovado pela FIFA, tinha uma ENORME obra em volta aprovada para ser feita pela prefeitura. Ou seja, mesma coisa.

Até porque, o “em volta” é problema da prefeitura e não do clube.

Enfim, eu não vejo tanta “sacanagem” como alguns dizem por aí. Vejo uma inteligente jogada de relacionamento do Corinthians, que se aproximou dos caras certos na hora certa e uma proposta absurda do SPFC, que ofereceu algo que “não podia pagar”. Santo Deus, então não oferece!!!

Cabe ao estado de SP buscar um estádio pra receber a Copa. Cabe aos clubes se candidatarem. Cabe a CBF aprovar, cabe a FIFA meter o carimbo.

A CBF aprovou o Morumbi e a FIFA também. O SPFC não teve a grana pra bancar a obra. Se tivesse entregue um projeto de 250 mi sem abertura, hoje isso estaria bem resolvido: Abre e fecha no Maracanã, e SP recebe a Copa até, sei lá, as semifinais.

Pronto.

Mas….

abs,
RicaPerrone

Comentários